O Google Analytics, conhecido também como GA pelos profissionais de marketing, se tornou a bússola de qualquer site que deseja ter boas estratégias e melhores resultados.

Muito mais que uma mera ferramenta de mensurar visitas em seu site, é cada vez mais difícil pensar em algo que essa ferramenta não seja capaz de realizar no que diz respeito a métricas de acesso.

Isso vai desde a quantidade de pessoas que visitaram sua página ao tempo que permaneceram em cada sessão, até a avaliação de qual foi o desempenho de uma determinada campanha de marketing criada por sua empresa no meio online. As possibilidades são várias e o Google só tem aprimorado essas funções com o passar do tempo.

Entusiastas e propagadores da ferramenta, como Avinash Kaushik, um dos grandes nomes do marketing digital, consideram um “crime” não fazer uso do Google Analytics.

Se você tem um site ou está pensando em construir um para o seu negócio, continue lendo esse artigo para conhecer mais sobre suas funcionalidades.

Entenda o que é o Google Analytics

Na introdução já descrevemos superficialmente o que é o GA, dando uma noção geral de algumas das métricas que oferece.

Conforme dissemos, as possibilidades são muitas e aqui vamos enumerar as principais métricas utilizadas pela maioria das empresas. Confira.

  • Visitas: número de visitantes e de vezes que seu site foi acessado, além daqueles que retornaram até ele.
  • Tráfego de origem: descubra se a sua página foi encontrada por meio de um site de busca, redes sociais, referência de outros siets ou link direto.
  • E-commerce: vendas realizadas, taxa de produtos vendidos, desempenho geral da sua loja virtual, etc.
  • Redes sociais: quais delas têm gerado maior tráfego para seu site ou mesmo maior acesso entre os visitantes.
  • Taxa de rejeição: quantos visitantes abandonaram sua página rapidamente ou que ficaram apenas em uma página específica, sem acessar outras.
  • Tempo de navegação: quanto tempo os visitantes ficaram nas páginas de seu site. Existe também a possibilidade de averiguar quantos usuários estão online no momento em que você avalia os dados, chamado “Tempo Real”.

Você ainda pode configurar o Google Analytics para gerar outros tipos de métricas no seu site, tudo depende do seu conhecimento sobre a ferramenta e objetivo a ser alcançado. Continue lendo.

Compreenda a importância do Google Analytics

Antes da internet tomar conta da vida cotidiana e dos negócios, era muito mais caro e difícil mensurar o alcance de uma determinada marca ou campanha de marketing.

Hoje com o Google Analytics, você consegue facilmente analisar uma variedade de dados com uma precisão tão grande que seria impossível em qualquer outra época.

Todo esse contexto faz do GA uma ferramenta primordial na gestão dos negócios no meio virtual — lembra do guru do marketing digital dizendo que é um “crime” não fazer uso dessa ferramenta? Pois então!

A partir dos dados coletados, você pode pensar melhor suas estratégias de marketing digital e criar campanhas mais eficazes e que trazem o crescimento financeiro que você tanto busca para sua empresa.

Saiba utilizar o Google Analytics corretamente

Existem algumas formas de configurar o GA que irão te ajudar enormemente a atingir os melhores resultados e ser ainda mais preciso na coleta de dados.

Abaixo listamos alguns deles. Veja.

  1. Conversão por navegador: caso algum navegador apresente uma taxa de conversão muito menor que os demais, isso indica que o seu site pode estar com problemas de funcionalidade.
  2. Análise de página: o GA consegue analisar até quais as áreas da sua página são mais clicadas e vistas por seus usuários, o que se torna uma ótima forma de otimizar o layout e a funcionalidade do seu site.
  3. Funil de conversão: você pode estabelecer como meta para o GA averiguar a quantidade de conversões realizadas em sua página. Esse é um poderoso dado para planejar melhor seu negócio online.
  4. Teste A/B: analise qual layout e configuração do seu site possui melhor desempenho entre os usuários.
  5. Anotações: é possível registrar eventos importantes como campanhas de marketing sazonais ou mudanças no site para não perder a trajetória dos registros do Analytics.

Existem ainda outras possibilidades de nível técnico avançado para a configuração dessa poderosa ferramenta, como a filtragem de IPs, o uso de UTMs e diversas outras que o profissional de marketing encarregado dessas funções poderá te ajudar.

Aprenda a vincular seu site ao Google Analytics

Vincular seu site ou mesmo páginas específicas separadamente no GA é algo bastante fácil, e o melhor de tudo, gratuito.

Para isso é necessário primeiramente ter uma conta no Google e a partir daí você pode seguir os seguintes passos:

  1. Cadastre-se no Google Analytics e faça login.
  2. Vá até a guia “Administrador”.
  3. Selecione sua conta no menu “Conta”.
  4. Escolha o seu site ou cada página a ser acompanhada no menu “Propriedade”.
  5. Ainda nessa aba, clique em “Informações de acompanhamento” e vá até “Código de acompanhamento”.

Esse código gerado deve ser inserido no seu site para que o Google Analytics comece a gerar os dados referentes a ele. Apesar de ser uma tarefa simples, é preciso um mínimo de conhecimento em programação para isso.

Se você não tem familiaridade com a ferramenta e não sabe como aproveitá-la ao máximo, é aconselhável terceirizar o uso do GA para empresas de marketing digital que saberão como otimizar sua utilização.

Muitas delas oferecem planos de bom custo-benefício e que podem ser uma opção vantajosa para quem ainda está começando no uso dessa ferramenta.

Considere as principais métricas a serem analisadas

Ao longo do texto, apresentamos diversas métricas e configurações importantes que você pode utilizar no Google Analytics. Entre todas elas, talvez uma das mais primordiais seja a taxa de rejeição do seu site.

Essa métrica é importante para entender se os visitantes do seu site estão de fato consumindo o seu conteúdo e se interessando por ele, ou seja, oferece um panorama do que está indo bem e o que precisa ser melhorado. Para conseguir enxergar isso, você precisa saber analisar os dados ou essa será apenas mais uma informação entre outras tantas.

É possível ainda adotar outras métricas como referência na análise do seu site, desde que elas estejam em consonância com seu objetivo. O importante é utilizar a ferramenta para ir mais longe nos seus negócios.

Se você gostou do nosso artigo sobre Google Analytics, não deixe de assinar nossa newsletter. Estamos sempre com os melhores conteúdos sobre marketing digital para alavancar o crescimento de sua empresa.

Leia também: O que está te impedindo de ter um site de sucesso?