Highligts do webinar: Como a “sorte” ajudou a Suprevida a dobrar suas vendas na crise COVID-19

Rubens Netto

4 minutos de leitura

Para estrear sua série de webinars que abordarão o empreendedorismo, tomada de decisão, análise de risco e marketing digital, a Hubify trouxe Rodrigo Correia da Silva, sócio co-fundador da Suprevida, para um bate papo com Fabio Duran (CEO, Hubify) sobre como a empresa construiu uma sólida estratégia, capaz de dobrar suas vendas durante o primeiro mês da crise do COVID-19. Confira os highligts do webinar do case da Suprevida!

Sobre a Suprevida

Rodrigo atua como advogado no ramo da saúde há mais de 20 anos, e seu sócio, Fernando, no período de 40 anos. A partir da vasta experiência desses profissionais, foi fundada a startup Suprevida, uma plataforma de atendimento às pessoas que buscam uma vida saudável em casa, com informação, produtos específicos e cuidados, consequentemente, também contribui para evitar a sobrecarga do sistema de saúde, já que as pessoas podem suprir algumas necessidades na plataforma.

A Suprevida possui 3 pilares:

  • informação exposta de forma clara;
  • produtos acessíveis em relação a preço e disponibilidade;
  • cuidados de profissionais com autoridade no assunto.

Estratégia de marketing digital

O e-commerce precisou de 6 meses para começar suas atividades, porém, o desenvolvimento não está finalizado, já que novos conhecimentos são adquiridos diariamente, e, assim, refletidos na plataforma

Em comparação entre o tráfego pago versus orgânico, Fabio Duran aproveitou para contrastar com o ramo da saúde o tráfego pago seria representado pelo uso de anabolizantes, quando existe o investimento, você ganha força de maneira instantânea, mas em longo prazo, surge o vício, e no momento que é preciso parar, o resultado crescente não é o mesmo. O orgânico seria algo consistente e saudável, como alguém que procura uma nutróloga e começa a realizar exercícios. 

Rodrigo complementa com custo versus investimento quando o conteúdo é feito, com o tempo, você acumula e constrói seu domínio no Google. Já o pago, você investe e recebe o tráfego, mas quando acabar o saldo, seu efeito também termina.

Sobre as estratégias de marketing digital, Fabio destacou a importância da automação e de como se comunicar com um consumidor específico. Apesar de acreditar que o ideal seria ter uma conversa individual com cada um, por ser um empreendimento online, as automações e análises são fundamentais para atender à demanda. A estratégia de abandono de carrinho foi efetiva, pois, além de ser utilizada para aumentar a taxa de conversão, a Suprevida consegue entender os padrões de abandono de carrinho, criando um alerta.

Pontos que surpreenderam

Apesar do foco ser no consumidor (paciente não hospitalizado), Rodrigo destacou que um dos pontos mais surpreendentes, foi as vendas B2B. Hoje, 20% de suas negociações, são direcionadas às empresas como pequenas clínicas, casas de repouso e planos de saúde.

Outra questão que merece destaque, foi a jornada de compra do consumidor Suprevida. Quando idealizou a empresa, a expectativa era que o consumidor entrasse no site, já com o objetivo de realizar a compra, mas não foi isso que suas análises mostraram. Em média, o consumidor interage 6 vezes antes de realizar a compra. Esse fato fez a empresa aderir a um novo canal de comunicação o Whatsapp, que além de atender as dúvidas do consumidor, melhora a relação com o cliente e gera mais confiança, algo fundamental em compras relacionadas ao setor da saúde, que garante o bem-estar dos indivíduos.

Sobre a ameaça

Há 5 anos, um vídeo  do Bill Gates no TED talks, previu que a grande ameaça para o mundo seria uma pandemia causada por um vírus.

Segundo Rodrigo, para o sistema de saúde, isso não seria novidade, basta recapitularmos outras crises como gripe espanhola, gripe aviária, SARS e influenza, que foram contornadas com a imunização da vacina ou método natural. O problema não é o vírus em si, mas sim o gargalo que existe no sistema de saúde brasileiro, justificando o afastamento social.

Fabio comentou que fevereiro trouxe um recorde em relação às transações, ainda que tenha sido um mês curto e com o carnaval. Porém, na última semana de março (início do impacto do COVID-19), a Suprevida obteve um crescimento de tráfego orgânico de 62% e 58% de transações, comentando que não seria sorte, mas sim o resultado do trabalho realizado desde 2018. 

Em seguida, questionou como a Suprevida está lidando com o contexto. Para a empresa, o cenário da pandemia validou a tese de atendimento domiciliar que ela defendia desde sua criação. Porém, ele concorda que dependendo do setor, seu impacto será relevante, e depois que essa crise passar, é importante reavaliar sua estratégia para o momento. Sobre os próximos meses, Rodrigo imagina um pico por volta de abril e depois a retomada, a previsão sobre a questão econômica, é que seja mais profunda, pois nunca existiu um “shutdown” econômico global como esse. O lado interessante é que alguns mercados que estavam estagnados, agora estão acelerados no país.

O Projeto dá Resultado?

O indicador principal da Suprevida é a venda, porém a empresa monitora diversos outros precursores como CAC, usuários (orgânicos e pagos) e taxa de conversão. Com o tempo, a empresa analisa quais indicadores fazem sentido, sem estarem engessados. Na visão do Rodrigo, a meta e métrica se moldam conforme o objetivo e a maturidade.

Um dos espectadores do webinar perguntou quanto a Suprevida começou investindo, qual foi o retorno, quanto investem hoje e o retorno.

Mantendo o sigilo das informações estratégicas da empresa, Rodrigo pontua que foi investido um valor perto de R$1 milhão, o GNV tem um crescimento em volta de 30% mês, sendo que no período da pandemia (março) foi de 60%. Sobre o ROI, ele listou os diversos tipos e afirmou que hoje, no geral é negativo, a estratégia atual é cash burn.

Sobre o ROI do marketing, foi perguntado sobre a ação da Hubify, Fabio explica que existe o auxílio, porém é um trabalho de 4 forças, onde a Suprevida deve disponibilizar os insumos, e a Hubify seguir com o cálculo e análise.

Se interessou pelo assunto? Assista ao vídeo completo abaixo!

Posts Relacionados