Suprevida

Tainah Escocard

5 minutos de leitura

Um dos principais pilares do marketing digital é esclarecer dúvidas da persona (a pessoa com perfil para ser seu cliente), para depois ofertar um produto ou serviço relacionado àquela dúvida. Um grande exemplo dessa dinâmica é o segmento da saúde, no qual existem muitas dúvidas de clientes, antes de realizarem uma compra. Aqui, a Suprevida é um e-commerce que pode exemplificar bem esse contexto!

Portanto, vamos te contar como essa empresa conquistou um tráfego qualificado na sua plataforma de vendas, ao disponibilizar, no mesmo local, um conteúdo educativo. Além disso, também vamos abordar seu papel de destaque durante a pandemia.

Acompanhe quais foram as principais estratégias, ferramentas e estatísticas, que tornaram essa parceria em um case de sucesso. Boa leitura!

Sobre a Suprevida

A Suprevida é uma startup healthtech que tem como propósito melhorar a vida das pessoas com necessidades crônicas ou permanentes. A empresa atua com uma plataforma que reúne, em um único local, conteúdo relevante, profissionais e produtos de saúde. Para os fornecedores, ela oferece uma solução plug and play gratuita, aumentando a oferta de produtos e serviços para os clientes, ao mesmo tempo que maximiza o lucro de seus parceiros.

Quais eram os desafios enfrentados?

Apesar da Suprevida ter começado a se relacionar com seu público-alvo via facebook, no final de 2018, para tornar sua marca conhecida, suas atividades comerciais iniciaram em janeiro de 2019, o momento em que estabelecemos o marco zero de tráfego e vendas pelo portal.

O grande desafio era provar em seu primeiro ano de operação a tese de que um portal com conteúdo relevante pode gerar um crescimento constante e, no médio/longo prazo, vendas com um CAC (custo de aquisição do cliente) menor e, portanto, um ROI (Retorno Sobre Investimento) melhor.

Fonte: Google Analytics

Como a Hubify ajudou?

Partindo da premissa que o principal objetivo com o marketing digital é educar para vender, o desafio da Hubify foi entender a melhor forma de trabalhar com um portal de conteúdo e loja virtual, no mesmo local.

Assim, a estratégia começou definindo o público alvo, persona e a jornada de compra dos possíveis clientes da Suprevida, afinal de contas precisávamos entender com quem iríamos falar, para então definir o que divulgar, como divulgar e onde divulgar.

Como a estratégia partiu das premissas “educar para vender” e “baixar custo de aquisição”, as principais ações no início foram: geração de conteúdo relevante e a otimização de SEO (para gerar tráfego orgânico para o site), além do impulsionamento de conteúdo via anúncio (mídia paga) e divulgação de conteúdo via e-mail marketing para aqueles que estivessem convertendo. 

Nesse momento, como a idéia era validar por teste, os anúncios de google ads foram atipicamente utilizados na compra de palavras “topo de funil”, visando entender quais tipos de textos atraiam um público mais qualificado para se tornar um comprador. Apenas um pequeno investimento foi feito para encontrar pessoas que já estavam no momento de compra (com palavras “fundo de funil”).

De forma prática, a principal ideia era gerar tráfego (orgânico e pago), distribuir pontos de conversão em todas as fases do funil, e gerar nutrição via fluxo de e-mails automatizados e segmentados, para auxiliar as pessoas até o momento de compra. 

Nesse período inicial foi fundamental criar um grande volume de conteúdo, com postagens diárias de até trinta artigos.

Comparativo dos meses

Veja como ficou a estratégia de funil durante o primeiro semestre de 2019:

Já no segundo semestre de 2020, tínhamos aprendido bastante sobre o que mais atraia o público alvo pro site, como convertê-los em leads e auxiliá-los em sua jornada para se tornar um cliente. Além disso, o alto volume de conteúdo relevante, aliado a uma boa estratégia de SEO, já fazia efeito e gerava tráfego orgânico.

Aqui, paramos de fazer anúncios no topo de funil para gerar tráfego qualificado, então focamos nesse investimento apenas para quem estava no momento de compra. Veja como ficou nossa estratégia de funil atualizada:

Efeitos do COVID-19

Pouco mais de um ano após seu lançamento, a Suprevida estava contente com as taxas de crescimento, mas não esperava pela prova de fogo chamada pandemia!

À primeira vista, o contexto do Coronavírus trouxe era favorável ao modelo de negócio online da empresa. Assim, o volume de dúvidas sobre saúde aumentou drasticamente e, com o isolamento social, a população começou a evitar as idas ao médico.

Porém, mesmo em setores “beneficiados” pela pandemia como delivery, supermercados ou e-commerces, nem todas as empresas cresceram. Isso ocorreu porque nem todas estavam prontas para a verdadeira transformação digital (a do consumidor que passou a pesquisar e comprar mais online). 

No caso da Suprevida, o trabalho realizado desde antes do seu lançamento falou mais alto. Conhecer o seu público alvo, buscar um bom posicionamento orgânico no Google e proporcionar a melhor experiência aos usuários, fez a empresa estar preparada para o “boom” de novos consumidores digitais.

Mas afinal, quais foram os resultados alcançados?

Indexação de palavras-chave 

Fonte: SEMrush

A partir desses dados, é notável que a quantidade de novos conteúdos permitiu o crescimento de 423,68% em palavras-chave indexadas em abril de 2020, quando comparada a dezembro de 2019. 

Dessa forma, a indexação dos mais de 120 mil termos com os novos conteúdos no site, resultou no aumento no tráfego orgânico, como podemos notar no próximo tópico.

Sessões

Fonte: Google Analytics

Como mencionado, a plataforma prioriza os conteúdos de qualidade, assim o resultado não poderia ser diferente. Isso é notado com um crescimento de 636,28% nas sessões em Abril de 2020, quando comparada a dezembro de 2019.

Frutos da pandemia

No início da pandemia, houve um crescimento sólido das sessões orgânicas de mais de 50%! Entre fevereiro e março, ocorreu um aumento de 59,53%, e de março para abril, cresceu para 67,53%. Lembrando que o tráfego orgânico é a forma mais barata de gerar uma venda.

Fonte: Google Analytics

Além disso, em março o volume de transação de clientes novos aumentou em 64% e, em abril, o ticket médio aumentou em 152,68%.

Fonte: Google Analytics

Depoimento — Gabriel Bernardi (COO da Suprevida)

“A Hubify tem papel fundamental no desenho e na aplicação de estratégias de marketing digital na Suprevida. Com um trabalho em conjunto e de forma colaborativa, chegamos aos planos de ação adequados para obter os resultados esperados. Sem exceções, a agência entrega tudo que se propõe desde o início!”

Quais são os próximos passos e metas?

Para continuar atingindo bons resultados, a estratégia é continuar investindo na produção de novos conteúdos estratégicos agora com foco em setores específicos (nichos), além de atualizar/otimizar os textos mais antigos para que eles continuem performando bem no Google. 

Como o tráfego no geral aumentou, a estratégia vai aprofundar a utilização de remarketing e retargeting, aproveitando que agora há um volume maior de interações e leads para aumentarmos as segmentações e comunicação mais personalizada.

Por fim, também é hora de investir mais em anúncios, especialmente no Google Shopping, já que as marcas costumam performar bem nesses canais.

Espero que tenha gostado! Você também quer transformar a sua empresa em um case de sucesso de vendas? Entre em contato com um de nossos especialistas, conheça as estratégias e descubra como podemos trazer resultados efetivos para a sua empresa!