7 dicas para adaptar o seu negócio ao M-commerce

Isabella Villar

Graduanda em Marketing na Fatec Sebrae, é fascinada pela versatilidade da área. Faz parte do time de Inbound Marketing da Hubify e atua como Revisora de Conteúdo.

5 minutos de leitura

Atualmente, segundo a Internet Trends, cerca de 15% do tráfego da internet está relacionado a usuários de dispositivos móveis. Esse dado nos indica que está mais do que na hora das empresas, grandes ou pequenas, apostaram no modelo m-commerce, ou seja, mercado móvel.

Afinal, você tem que estar presente onde o seu público-alvo se encontra, e se ele prefere utilizar o celular para realizar uma compra, a sua empresa precisa se adaptar. E não pense que os benefícios são apenas para os usuários: administrar um aplicativo é mais barato do que você pensa…

Logo, eu preparei este artigo para relatar a importância de apostar nessa tendência, com algumas dicas para você adaptar sua empresa a essa modalidade. Aproveite!

O que é M-commerce?

A princípio, o m-commerce é um avanço do e-commerce, que ocorre por meio de sites, aplicativos e até mesmo redes sociais. Ele é uma das principais tendências para impulsionar as vendas e o ROI!

Os avanços na tecnologia garantiram mais escolha aos consumidores, devido aos canais, controle de compra e influência de marketing. Isso significa que, ao contrário do comércio tradicional, essa nova proposta oferece uma experiência geral elevada aos consumidores, sendo verdadeiramente omni-channel.

E isso não surgiu à toa, pois as empresas entenderam que precisam fornecer experiências de compra digital mais personalizadas, convenientes e atraentes aos consumidores, para se manterem à frente da concorrência e impulsionar o aumento das vendas.

Dicas práticas para se adaptar ao M-Commerce

Sabendo disso, escolhemos algumas dicas valiosas que podem fazer a diferença no processo de adaptação ao m-commerce. Bora conferir?

1- Crie um aplicativo envolvente

A primeira dica não poderia ser outra, aqui é fundamental ter um aplicativo autêntico, que conquiste os seus usuários.

Segundo o relatório do App Anie, o Brasil é o terceiro país em que pessoas mais utilizam aplicativos, e o download deles cresceu em 45%, nos últimos três anos. Com esses dados expressivos, fica nítido que ter um aplicativo para o seu negócio aumenta a visibilidade da marca.

Além disso, existe um custo inferior para criar um aplicativo do que as técnicas tradicionais, assim, essa prática se torna viável não apenas para os usuários, mas também a sua empresa!

Entretanto, um dos maiores desafios é que a maioria dos usuários desinstala os aplicativos durante a primeira semana de uso. Portanto, a dica aqui é ter uma integração envolvente e útil, para ensinar os compradores a navegar em seu aplicativo

Outro ponto importante é focar na personalização, para entregar a melhor ferramenta ao seu público-alvo. Assim, vale a pena conferir os feedbacks e críticas, para tomar decisões mais assertivas no futuro.

Por fim, fique atento às notificações. Essa etapa é fundamental, pois é nela que a sua empresa vai indicar as atualizações, informações relevantes e até um lembrete para retornar ao aplicativo, então, utilize esse recurso com moderação!

2- Utilize conteúdos otimizados 

Em segundo lugar, temos alguns critérios importantes para ter um conteúdo adequado a esse modelo de negócio. 

De início, seja criativo na hora de escolher as imagens, e cumpra as diretrizes indicadas, como a qualidade no formato escolhido, para evitar qualquer problema.

Apesar de ser um segmento em crescendo, já existem algumas empresas que estão saturadas, e isso acontece devido a falta de originalidade. Essa etapa faz toda a diferença, e começa desde o logo escolhido, até a comunicação com o seu cliente.

Também vale a pena selecionar os produtos que vendem mais, e destacá-los entre os demais, ou seja, adicionar descrições objetivas e imagens atraentes.

PS: os conteúdos precisam ser flexíveis e adequados para todos os dispositivos móveis, sem restringir para Apple ou Android.

3- Simplifique os meios de pagamento

Ninguém merece digitar informações de cartão de crédito em pequenas caixas no celular, né? Esse é um dos principais empecilhos do m-commerce, pois devido às sequências longas de números, é comum cometer um erro na tela pequena, e ter que começar de novo.

Assim, existem algumas dicas que podem te ajudar a melhorar esse processo:

  • carteiras digitais: esse recurso agiliza os pagamentos móveis, pois costuma ter com a tecnologia de um clique, salvando as informações do cartão de crédito dos usuários;
  • televendas: devido às preocupações com a segurança, os compradores podem preferir compras pelo celular. Assim, vale a pena adicionar a opção “clique para ligar” no processo de conclusão de compra com um representante de vendas por telefone;
  • indicadores de progresso: check-outs de várias páginas com caixas de texto podem consumir muito tempo e desestimular os compradores de concluírem a compra. Então, forneça indicadores de progresso para tranquilizá-los.
E-book marketing digital

4- Impulsione o tráfego móvel com mídia social

Além de realizar compras, os usuários também utilizam bastante as mídias sociais com seus dispositivos móveis. 

Logo, você não pode perder essa oportunidade de explorar mais um canal de vendas! Aposte em CTAs marcantes, link e conteúdos compartilhados nas redes sociais, para direcionar mais pessoas ao seu aplicativo.

Para agilizar esse processo, uma prática bastante comum é criar posts patrocinados, que são projetados para direcionar tráfego qualificado. Assim, faça análises e identifique as redes mais utilizadas pelos seus visitantes da loja online, para direcionar melhor seus esforços e evitar gastos.

Também vale a pena usufruir dos benefícios relacionados a identidade visual da sua marca, ou seja, promova sua marca com imagens chamativas e de alta qualidade. Em seguida, faça com que os seguidores engajem os posts e compartilhem com outras pessoas.

5- Invista na Tecnologia de Reconhecimento de Voz

Às vezes, pesquisar produtos em dispositivos móveis não é o ideal, devido ao tamanho reduzido das telas, dificultando a visualização dos principais catálogos de produtos. Portanto, em vez de digitar as palavras-chave e passar pelas listas de produtos, os usuários estão começando a comprar, com ajuda da tecnologia de voz

Entre os benefícios dessa estratégia, podemos destacar a promoção de uma experiência mais útil e personalizada aos seus clientes. Além disso, esse ainda é um mercado que está em desenvolvimento, então, se a sua empresa apostar nele agora, certamente, terá uma vantagem competitiva no mercado. 

É importante lembrar que na hora de escolher as palavras-chave, busque adaptar à linguagem do seu público-alvo, de forma natural. Afinal, as pessoas utilizam a linguagem coloquial no dia a dia.

Por exemplo, um usuário pode dizer “lojas de roupas com calças que custam barato” em uma pesquisa por voz para celular, em vez de digitar “calça jeans” no Google. 

Ao contrário das pesquisas digitadas, os assistentes e aplicativos de pesquisa por voz podem compartilhar apenas um número limitado de resultados de pesquisa, portanto, a tecnologia se concentra em resultados que são relevantes e disponíveis. 

Então, adicionar marcações de esquema ao código da sua loja online destaca as principais informações da empresa com os mecanismos de pesquisa, para que o seu conteúdo seja facilmente encontrado pelos usuários.

6- Estabeleça metas

Depois de ingressar no m-commerce, você precisa controlar o seu progresso. Para isso, é fundamental definir quais são os objetivos principais. E a partir disso, você poderá coletar dados e analisar métricas, para entender se está no caminho certo ou não.

Tenha em mente perguntas como:

  • quais esforços de marketing digital estão sendo utilizados? Como eles funcionam?
  • o site está fornecendo uma experiência móvel otimizada?
  • como o m-commerce pode se encaixar em outras campanhas?
  • quais estratégias diferentes estão disponíveis para a empresa? Qual dessas opções é mais adequada ao público-alvo?

Bom, espero que tenha gostado deste artigo e consiga aplicar essas dicas no seu negócio. Apostar no m-commerce pode ser o diferencial que faltava na sua empresa, então aproveite essa oportunidade. E para continuar no assunto, recomendo que leia o nosso artigo sobre como implementar a Automação de Marketing em seu e-commerce!

Posts Relacionados