Quem nunca entrou em um site e desistiu da navegação porque as páginas não carregavam rapidamente ou apresentavam algum tipo de problema? Isso é muito comum!

Ter um site de qualidade implica diretamente nas vendas de sua marca. É muito simples: se o seu site demora a carregar, ou não tem a informação que o visitante está procurando, é muito provável que ele feche a página e vá procurar o site de outra empresa que tenha produtos/serviços semelhantes.

A visita de um usuário ao site de uma empresa deve ser visto como uma ida à loja física. Isso quer dizer que as sensações agradáveis devem ser replicadas para o consumidor online: bom atendimento, informações de fácil acesso, visual impactante etc.

Desse modo, investir em layout de site deve ser uma prioridade da empresa, já que é um dos aspectos mais importantes da experiência do usuário. Pensando nisso, a seguir vamos mostrar os 5 erros mais comuns que você não deve cometer. Confira!

1. Não ter um site responsivo

Quem diria que o celular seria o principal meio de acesso à internet? De acordo com a pesquisa nacional sobre hábitos de utilização da internet no Brasil, o smartphone é hoje o principal meio de acesso à rede no país, utilizado por 69% dos internautas.

Ou seja: é inviável ter um site que não pode ser acessado perfeitamente por meio de dispositivos móveis (tablets, smartphones etc).

Para isso, é preciso que seu layout seja responsivo — adaptando automaticamente ao dispositivo móvel do usuário. Ou seja, a disposição das informações e a aparência se alteram conforme o tamanho da tela em que a página é exibida.

2. Demorar para carregar

Já até citamos que a demora no carregamento das páginas pode ser um dos aspectos que fazem os usuários desistirem da navegação de um site. E isso é comprovado: 47% dos usuários deixam uma página se ela levar mais do que dois segundos para carregar, segundo a Exceda.

Além disso, essa demora tem impacto também no SEO (otimização para mecanismos de busca), já que é um dos fatores que os algoritmos do Google levam em consideração ao posicionar uma página nos resultados de pesquisa.

Para melhorar, então, o seu tempo de carregamento, confira algumas dicas para o layout:

  • otimize as imagens utilizando o TinyPNG, preservando a qualidade sem demandar muito tempo para carregar;
  • não use Flash, alguns aparelhos não possuem o plugin instalado e é uma tecnologia pesada, que custa a carregar;
  • deixe o layout leve: banners, botões, anúncios etc, deixam o site lerdo.

3. Não ter informações e objetivos claros

A internet mudou completamente a forma de consumo. Para se ter ideia, quase todos os brasileiros que têm acesso à internet (mais que a metade da população no país), utilizam a rede em algum momento no processo de compra, conforme o estudo “Varejo no Brasil: a influência do digital sobre o consumo“.

Diante disso, imagine se as informações estão bagunçadas no layout, ou pior, não estão presentes alguns dados importantes que o consumidor quer saber?

É natural que o usuário procure outro site que forneça mais informações sobre o produto/serviço que deseja. Desse modo, é imprescindível que endereço, telefone, e-mail e descrições dos produtos estejam bem dispostos e de fácil visualização.

4. Ter aparência amadora no layout de site

Antes de tudo, é preciso ressaltar que há opiniões diversas a respeito do que é considerado mais funcional, atrativo ou agradável, quando o assunto é layout de site. Até porque as tendências estão sempre se alterando.

Mas, apesar disso, alguns aspectos têm mais impacto nas páginas e quase nunca mudam. É preciso ficar de olho para que seu site não tenha alguns desses erros e acabe apresentando aparência amadora, influenciando na navegação do usuário e até mesmo na reputação da sua empresa.

Abaixo, destacamos alguns pontos de um layout amador:

  • presença de pop-ups e propagandas indesejadas;
  • layouts sem a possibilidade de nenhuma personalização;
  • ter sido criado com tecnologias muito antigas, ultrapassadas.

5. Não se preocupar com a harmonização das cores

Muita gente não acredita, mas as cores têm papel fundamental em quase tudo relacionado ao consumo no nosso dia a dia. Até os restaurantes, por exemplo, pintam suas paredes de acordo com a tonalidade que mais aumenta o apetite, segundo a psicologia das cores.

Mas, deixando o assunto sobre comida de lado, vamos ao que interessa: as cores no layout do seu site.

Não se pode achar que determinada cor é ideal para a sua página somente pelo seu gosto pessoal. Elas precisam ser bem usadas, levando em consideração a sintaxe e a semântica, que vamos explicar a seguir:

Sintaxe

A sintaxe se refere principalmente à organização e classificação. Serve para hierarquizar e classificar as informações usando as cores.

Para você entender melhor, acesse um portal de notícias. Você vai ver que, normalmente, todos eles mantêm uma mesma estrutura, mas classificam as categorias das páginas com cores distintas.

Semântica

Já a semântica consiste em usar as cores para simbolizar e dar significados. Isso porque, se você utilizar as cores de qualquer jeito, sem analisar a sua distribuição nas páginas, você perde o poder de comunicação e a função que elas têm.

Por exemplo: há sites femininos que aplicam o lilás ou rosa no layout, pois essas cores costumam simbolizar o universo da mulher.

Como essas cores são uma convenção e que faz parte do repertório cultural, acabam transmitindo informações/sensações que a empresa deseja. Mas, claro, isso deve ser feito sem deixar de lado a combinação de tons que conversam com a identidade da marca.

Lembre-se de que o site é o cartão de visitas da sua empresa. Se ele não está de acordo com os parâmetros de usabilidade, com certeza o usuário terá uma impressão ruim, não apenas da sua página, como também da sua empresa. Portanto, invista na profissionalização dos seus meios digitais!

Agora que você já sabe sobre os erros mais comuns do layout de site, que tal entender o que é preciso avaliar na hora de escolhê-lo? Contamos tudo neste post!