O que é conteúdo?

Karine Rodrigues

2 minutos de leitura

Conteúdo, esta palavra possivelmente te soará familiar. Mas, afinal, o que é conteúdo?

 

De acordo com o dicionário Michaelis©, conteúdo é aquilo que está contido ou encerrado em algum recipiente. Pode ser, também, um assunto, tema, matéria de carta, livro, teor ou texto. Logo, entendemos que conteúdo é tudo o que constitui uma determinada composição, e tem como objetivo ser o agente da mensagem em questão.

 

Quando falamos do marketing digital, não é diferente. Muito embora a sua comunicação deva estar adequada às normativas da web – chamada webwriting – é preciso ser criterioso, coeso na proposta apresentada e escrever de maneira adequada. O que inclui uma gramática impecável e conhecimento técnico do assunto abordado.

 

A maneira como você apresenta o trabalho em questão é fundamental para segurar o interesse do seu leitor, ou então não estimulará o seu retorno à página, minando as chances de sucesso de sua empreitada. Afinal, quem não deseja fidelizar o usuário?

Além da participação direta no lucro do seu negócio – caso ele esteja ligado a fins comerciais – um bom conteúdo na web vai gerar buzz, visibilidade e por que não, uma consolidação futura para você?

 

Entendendo o público-alvo

No entanto, tudo o que estou dizendo se revelará infrutífero se você não seguir à risca o modelo abaixo:

 

Emissor ————-> Mensagem qualificada ———–> Receptor

 

O que ele nos mostra?

Visualize um telefone sem fio: A boa e velha brincadeira de infância, cuja mensagem, ao menor sinal de não entendimento, chegava a seu receptor final totalmente diferente da do início da dinâmica. Um conteúdo não trabalhado é como esta mensagem: Chegará ao usuário de maneira diferente, nada uniforme – e dará vazões à interpretações variadas, comprometendo o objetivo principal da iniciativa. Portanto, entre você (emissor) e o seu público alvo (receptor), deve existir um interlocução de qualidade, patamar que você atinge conhecendo as pessoas com quem falará.

 

Elas, de repente, não possuem um rosto. Mas possuem gostos e sensibilidades que você pode detectar por meio de uma pesquisa prévia — esta pode ser das mais complexas, como as que utilizam plataformas de mensuração, até as mais simples, porém eficazes. Aqui, uma busca rápida pelas redes sociais te entrega o que o usuário “curte” no momento e com o que ele está envolvido.

Vai falar com um público jovem? Adeque-se à linguagem dele.

Deseja atingir a um grupo de mulheres gestantes, por exemplo? Informe-se sobre o universo das mamães e a maneira como posicionam-se na web. Só assim será possível tornar o conteúdo desenvolvido por você em um conteúdo relevante. Verifique o terreno aonde está pisando, e tenha o conhecimento da causa: A iniciativa em não somente fabricar, mas compreender um conteúdo como ferramenta fundamental para o sucesso do seu negócio faz toda diferença.

 

Experimente e verá!

Posts Relacionados