Automação de marketing: descubra como utilizá-la no pós-vendas

Rubens Netto

Rubens Netto

4 minutos de leitura

Ganhar tempo e aumentar a eficiência pareciam objetivos opostos até algum tempo atrás. Felizmente, com o avanço da tecnologia, isso mudou de forma definitiva.

Equipes enxutas conseguem realizar o que antes exigia uma força muito maior de trabalho — e em menos tempo. É difícil encontrar um setor dentro de qualquer empresa que não se beneficie de alguma forma da automação.

Como vender mais e fidelizar clientes é sempre uma prioridade, independentemente do momento do negócio, vale a pena dar atenção especial à automação de marketing.

Assim, em vez de pensar nessa estratégia apenas na hora de conseguir novos clientes, veja como a automação de marketing pode ter um papel-chave no pós-venda do seu negócio.

Sem tempo para ler agora? Ouça o conteúdo no player abaixo:

O que é automação de marketing e por que sua empresa precisa dela

Em resumo, a automação de marketing é uma forma de deixar tarefas repetitivas, que antes eram feitas de forma manual, no piloto automático. Mas como assim?

Pense numa lista de e-mails, que pode ser muito relevante para vender e fidelizar os clientes. Se a sua lista tiver um alto número de inscritos, seria impossível trabalhá-la sem algum tipo de automação.

Afinal, enviar milhares de e-mails todo mês exigiria, no mínimo, um profissional dedicado o tempo todo, sem fazer mais nada. E a automação não se limita ao envio de e-mails.

Não é à toa que as empresas de tecnologia que usam automação de marketing geram 3,5x mais leads que as outras. Então, é fácil perceber por que qualquer negócio que deseja crescer precisa de boas ferramentas e processos de automação.

6 dicas práticas para você começar a usar a automação de marketing no pós-vendas

Apenas um bom software de automação de marketing não basta. Principalmente se as ações de pós-venda não forem bem planejadas para usar o melhor que a automação tem a oferecer.

Por isso, você vai gostar das dicas que mostramos abaixo. São ideias práticas de como usar os recursos da automação em ações lucrativas. Veja:

1. Fluxo de ativação

O fluxo de ativação se refere a demonstrar, logo na primeira interação do cliente com o seu produto, que a compra valeu a pena e que ele deve continuar usando a sua solução.

Esse processo também é conhecido como Onboarding e precisa entregar o máximo de valor possível. Afinal, se o cliente ficar impressionado com a experiência inicial, é provável que adquira o hábito de usar seu produto e o torne parte da sua rotina.

Mas como fazer esse fluxo de ativação? Uma opção manual seria dedicar um consultor para esse trabalho. Mas, com uma série de e-mails automáticos que ensinam ao cliente tudo que ele precisa saber, é possível economizar tempo sem perder eficiência no processo.

2. Ações de retenção

A retenção a que nos referimos agora tem a ver com evitar o cancelamento do contrato ou o abandono do seu serviço. Em outras palavras, é uma forma de fazer com que o cliente continue usando a sua solução por quanto tempo for possível.

Um bom fluxo de ativação já ajuda bastante, mas dá para fazer mais nesse sentido. A primeira sugestão é usar o NPS (Net Promoter Score), uma métrica que avalia a satisfação dos clientes.

Coletando as opiniões dos clientes de forma constante (e de maneira automatizada), é possível identificar problemas e corrigi-los antes do cancelamento.

Infográfico 5 itens e-mail marketing

3. Venda cruzada

A venda cruzada é aquela na qual o cliente já decidiu levar um produto e você oferece algo relacionado. Por exemplo, quando ele decide comprar um tênis e a loja oferece também um par de meias para acompanhar.

Assim, basta organizar sequências de e-mails que oferecem produtos complementares assim que um cliente compra algo.

Vale até dar pequenos descontos nos itens complementares ou algum benefício extra para estimular a segunda compra.

4. Upgrade de produto

O princípio aqui é o mesmo usado para a venda cruzada. Mas dessa vez você vai oferecer uma versão superior do seu produto ou um lançamento que substitua sua versão atual.

A forma de automatizar esse processo seria identificar os clientes mais engajados com seu produto, mas que ainda não fazem uso da versão mais poderosa que você tem a oferecer (ou usam uma solução antiga).

Então, é só ativar o envio de e-mails automatizados com ofertas, convites para fazer um teste grátis, se isso for possível, ou para conversar mais com um consultor.

5. Programa de indicações

O bom e velho “boca a boca” ainda é uma forma poderosa de marketing. Além de continuar forte nas rodas de conversa do dia-a-dia, essa prática foi ampliada pelo uso das redes sociais.

Assim, ter uma presença ativa nesses canais e monitorar o que as pessoas pensam da sua marca é uma boa forma de identificar clientes fiéis e fãs, que poderiam facilmente indicá-la a outros.

Em alguns casos, vale a pena até criar uma pontuação para cada ação dos clientes (algo parecido com o lead scoring) e adicionar automaticamente os mais engajados a um programa de indicações.

6. Gestão de crise

Mesmo muito esforço, é natural que nem tudo saia como esperado e você tenha alguns problemas com clientes insatisfeitos. O que fazer?

Criar fluxos de e-mails com respostas rápidas para situações de crise, como falha em algum sistema ou um problema de relações públicas, é o primeiro passo para tranquilizar os clientes e se posicionar até que a empresa tenha algo mais concreto a dizer.

A importância do alinhamento entre marketing e vendas

Outra questão fundamental para o sucesso da automação de marketing é o alinhamento entre os setores de marketing e vendas. Por quê?

Porque os dois setores precisam se comunicar bem e colaborar para:

  • criar ações inteligentes, que direcionem o cliente pela jornada de compra;
  • aproveitar bem as oportunidades geradas e transformá-las em vendas.

A Hubify tem a experiência e o conhecimento necessários para ajudar a sua empresa a fazer essa integração de setores e conquistar resultados reais e consistentes com a sua estratégia de marketing e vendas.

Gostou de ler sobre automação de marketing? Se quiser saber mais sobre como a sua empresa pode se beneficiar do marketing digital de performance com a ajuda de um parceiro confiável, entre em contato. Nossos consultores terão prazer em ajudar!

Ouça nosso Podcast!

Posts Relacionados