O que é o Funil de Vendas e como montar o da sua empresa

Isabella Villar

Isabella Villar

Graduanda em Marketing na Fatec Sebrae, é fascinada pela versatilidade da área. Faz parte do time de Inbound Marketing da Hubify e atua como Revisora de Conteúdo.

5 minutos de leitura

Cada uma das etapas do funil de vendas tem impacto no comportamento do consumidor, sendo assim, você precisa conhecê-las a fundo. Com isso, é possível usar táticas para melhorar o número de pessoas, que passam de uma etapa para a próxima.

Afinal, imagino que o retorno de investimento no Marketing Digital seja uma de suas principais preocupações, não é? Para isso, definir e gerenciar o seu funil de vendas se torna um dos processo fundamentais no mundo dos negócios.

E você não quer ficar para trás da concorrência, não é mesmo?! Portanto, continue a leitura e descubra nesse artigo, como colocar isso em prática!

O que é um funil de vendas?

O funil de vendas reúne as etapas que alguém precisa realizar para se tornar seu cliente!

Em primeiro lugar, tudo começa no topo do funil, em que geralmente surge um novo visitante no seu site. Depois, é o momento de converter esse visitante em lead, então para isso o interesse na sua empresa é primordial. Em seguida, ocorre a qualificação do lead, para entender se ele combina com a sua empresa ou não. Se tudo correr bem, eles concluem a compra e chegam ao fundo do funil.

Qual a importância de um funil de vendas?

Um funil de vendas ajuda você a entender o que os clientes em potencial estão pensando e fazendo, em cada estágio da jornada de compra. Esses insights permitem que você invista nas atividades e canais de marketing certos, crie as mensagens mais relevantes durante cada estágio e transforme mais clientes potenciais em clientes fiéis.

Entender seu funil pode ajudá-lo a encontrar os buracos no funil, onde os clientes em potencial desistem e nunca convertem.

Se você não entende seu funil de vendas, não é possível otimizá-lo. Abordaremos os detalhes de como o funil funciona abaixo, mas por enquanto, entenda que você pode influenciar como os visitantes se movem pelo funil e se eles acabam se convertendo.

Quais etapas integram um funil de vendas?

Atração

A primeira etapa recebe esse nome, porque é quando as pessoas tomam conhecimento do seu produto ou serviço pela primeira vez. Eles podem ouvir sobre você por meio da publicidade, redes sociais e até mesmo boca a boca.

Nesse sentido, como e por que essas pessoas vão evoluir no seu funil de vendas, depende de sua própria capacidade de vendas e marketing. Os leads nos estágios intermediários e inferiores do funil de vendas são aqueles aos quais você deseja prestar mais atenção, porque eles passaram do reconhecimento para o interesse.

Um exemplo aqui seria um cliente em potencial, que clicou em um de seus anúncios, leu seu artigo, encontrou seu site por meio de uma pesquisa no Google, ou ouviu um colega falando sobre seu produto ou serviço.

Interesse

Quando os consumidores alcançam o estágio de interesse no funil de vendas, eles estão fazendo pesquisas, comparando preços e pensando sobre suas opções. Esse é o momento de mergulhar com conteúdo incrível que pode ajudá-los, mas vender ainda não.

Se estiver promovendo seu produto ou serviço desde o início, você afastará os clientes em potencial e os afugentará. O objetivo aqui é estabelecer sua experiência, ajudar o consumidor a tomar uma decisão informada e oferecer ajuda.

Decisão

A fase de decisão do funil de vendas é quando o cliente está pronto para comprar. Ele pode estar considerando duas ou três opções, com sorte, incluindo você. Portanto, esse é o momento de fazer sua melhor oferta. Pode ser frete grátis, um código de desconto ou brinde. Seja qual for o caso, torne-o tão irresistível, que seja impossível não realizar a compra.

Todo o seu trabalho se resume a essa etapa, ou seja, caso o cliente em potencial faça uma compra ou não. Mas, caso não funcione, nem tudo está perdido. Você pode criar campanhas de remarketing, para ter certeza de que está sempre presente.

Ação

Por fim, temos o momento que o cliente adquire o seu produto ou serviço, e se torna parte da base de contatos da sua empresa.

Só porque um consumidor chega ao fundo do funil, no entanto, não significa que seu trabalho está concluído. Na verdade, nessa etapa o profissional de marketing precisa ir além, para garantir que ocorra uma nova compra, mantendo essa pessoa no seu ciclo de clientes fiéis.

E-book BI

Em outras palavras, você está se concentrando na retenção de clientes. Então, expresse sua gratidão pela compra, convide seu cliente para enviar feedback e fique à disposição para suporte técnico, caso seja necessário.

5 dicas para construir um funil de vendas 

Ficou interessado (a)? Então, confira as dicas práticas que eu separei para te ajudar a estruturar seu funil de vendas: 

1. analise o comportamento do seu público

Quanto mais você sabe sobre seu público-alvo, mais eficaz seu funil de vendas se torna. Afinal, você está fazendo marketing para pessoas qualificadas, de acordo com a sua oferta.

Portanto, tenha uma página de destino para linkar seus conteúdos e fazer os usuários chegarem até ela. Se eles clicarem em um anúncio, se inscreverem em um webinar ou baixarem um e-book, ela será o destino final. 

Assim, essa página deve comunicar claramente quem você é como empresa e seus benefícios exclusivos. E, o mais importante, certifique-se de que a página de destino tenha um formulário para os clientes em potencial inserirem suas informações.

2. Capte a atenção do seu público

A única maneira de seu funil de vendas funcionar é atrair pessoas para ele. Isso significa colocar seu conteúdo na frente de seu público-alvo. Então, siga a rota orgânica e poste diversos conteúdos em todas as suas plataformas. Diversifique com infográficos, vídeos e outros formatos.

Além disso, se você estiver disposto a investir mais dinheiro, vale a pena elaborar alguns anúncios. O local ideal para veicular essa campanha vai depender de onde seu público-alvo se encontra. Por exemplo, caso você seja uma empresa B2B, os anúncios do LinkedIn podem ser a solução perfeita.

3. Crie um fluxo de e-mail

Promova seus leads por e-mail, fornecendo um conteúdo incrível. Faça isso regularmente, mas não com cautela: um ou dois e-mails por semana devem ser suficientes.

Dessa forma, você estará preparando-se para a venda, depois de educar o seu público-alvo primeiro. O que eles querem aprender? Que obstáculos e objeções você precisa superar para convencê-los a comprar?

No final de sua campanha, faça uma oferta incrível. Esse é o conteúdo que vai inspirar seus leads para tomar uma decisão.

4. Faca Upsell

À medida que os clientes em potencial avançam para a etapa de decisão, você precisa oferecer algo que faça com que eles continuem na direção da compra. Isso pode incluir uma demonstração do produto, avaliação gratuita estendida ou desconto especial.

5. Mantenha contato

Não se esqueça de seus clientes existentes, em vez disso, continue a alcançá-los. Agradeça-os por suas compras, ofereça códigos de cupom adicionais e envolva-os em suas mídias sociais.

A importância disso é que você conquistará novos clientes, ou vai entender por que os clientes em potencial não estão interessados ​​na compra De qualquer forma, mantenha a comunicação em andamento. Para novos clientes, concentre-se na educação, envolvimento e retenção do produto. Por outro lado, no caso de clientes em potencial que não fizeram uma compra, crie uma nova série de incentivos para entrar em contato com eles, mensalmente.

Como mensurar os resultados?

Com o tempo, a sua empresa vai crescer ou mudar o foco, portanto o funil de vendas vai precisar de ajustes, conforme você diversifica seus produtos e serviços.  

Uma ótima maneira de medir o sucesso de seu funil de vendas é acompanhar suas taxas de conversão. Por exemplo, quantas pessoas se inscrevem em sua lista de e-mail depois de clicar em um anúncio do Google Ads?

Preste muita atenção em cada pergunta, a seguir, para identificar quais são os ajustes necessários:

  • você está chamando a atenção de consumidores suficientes com seu conteúdo inicial?
  • seus clientes potenciais confiam em você o suficiente, para fornecer suas informações de contato?
  • você cumpriu as metas dos fluxos de e-mail e outros esforços de marketing?
  • os clientes voltam e compram de você novamente?

Por hoje é só, espero que tenha gostado deste artigo e agora fique mais fácil estruturar o seu negócio! Se quiser saber mais, sugiro que leia o nosso artigo sobre o Flywheel de Marketing!

Posts Relacionados