7 Métricas de Conversão Para Acompanhar os Resultados do Seu Site

Fabio Duran

Cofundador e CEO da Hubify. GDista, apaixonado por economia comportamental e vendas. Advogado formado pelo Mackenzie e pós-graduado em Administração de Empresas e Gestão de Projetos pela Universidade da Califórnia.

6 minutos de leitura

Voltar o seu olhar para as métricas de conversão do seu site é algo necessário em uma realidade cada vez mais competitiva como a atual. Você precisa usar todos os recursos que tem à disposição para tomar as decisões certas e permanecer na frente dos seus concorrentes.

O seu site tem o potencial para ser o seu principal direcionador de negócios. Para isso, é preciso saber quais métricas devem ser acompanhadas em suas análises. Afinal, há uma infinidade de indicadores capazes de gerar diagnósticos estratégicos para você, mas somente alguns realmente conseguem mostrar como anda o seu ritmo de conversões.

Não se preocupe: criamos este post para ajudar você nesse caminho, ao apontar os principais indicadores que precisam ser considerados para ter uma análise bem completa de sua estratégia. Apenas assim você conseguirá conferir se está acertando em sua atuação e quais caminhos seguir com ela.

Veja, abaixo, 7 métricas de conversão para acompanhar os resultados do seu site:

1. Taxa de conversão

Essa é uma métrica que nunca deve deixar de aparecer na análise do seu site, já que é decisiva para saber se as suas iniciativas estão sendo bem-sucedidas em direcionar negócios para você. A taxa de conversão dentro de um site mostra a proporção de público que optou por dar mais um passo em direção a contratar a sua empresa, ainda que esse passo ainda não seja efetivamente te contratar.

Deixa eu te explicar melhor 🙂

Aqui, é importante definir bem o que você entende como conversão, já que não necessariamente precisa ser uma venda. Uma vez que você conseguiu gerar uma visita no seu site, a conversão pode ser desse visitante ligando na sua empresa, enviando uma mensagem para tirar dúvida ou pedir um orçamento e, dependendo do seu negócio, pode ser a inscrição em um evento, a assinatura de um serviço, o acesso a um hotsite ou landing page, entre outros. Trata-se de um indicador que deve ser usado para você para representar o que deseja conquistar.

2. Taxa de rejeição (muito importante mesmo não sendo uma das métricas de conversão)

Também chamada de bounce rate, a taxa de rejeição mede a porcentagem de visitantes que acessaram uma única página do seu site e saíram em seguida, sem acessar outra página do seu site. É essencial considerar o timing dessa métrica, algo que pode ser configurado.

É importante ressaltar que nem sempre uma taxa de rejeição alta é um problema. Se não é o intuito do seu fluxo de conversão fazer com que o usuário acesse outras páginas, está tudo certo. É o caso, por exemplo, de situações em que você deseja direcionar um lead para uma página de conversão – landing page – com propósito único, agora se a página que você está acompanhando a taxa de rejeição for um blog, o ideal é baixar essa métrica sempre, já que isso significa que uma pessoa que entrou no seu blog estará acessando mais de um conteúdo por vez.

3. Taxa de cliques

Medir o engajamento do seu público é uma ótima forma de analisar como ele está respondendo às suas ofertas de conteúdo. A taxa de cliques é uma das métricas de conversão que você precisa considerar para perceber a eficácia das escolhas feitas em seu site. Quanto mais pessoas clicam em uma oferta, maior o seu poder de convencimento.

Diferentemente de outras métricas de conversão, no entanto, cliques não necessariamente significam que você está obtendo os resultados que deseja. Trata-se de um indicador que representa apenas isto: cliques. Serve como um termômetro para a redação das suas ofertas ou chamadas para ação, os tais CTAs – Call to Action.

4. Taxa de conversão do funil

Entre as suas métricas de conversão, essa pode oferecer um diagnóstico bastante preciso para direcionar as suas ações em seu site. O conceito é o mesmo da taxa de conversão convencional, mas aplicado a cada transição de estágios do funil de vendas. Então, você consegue saber o quão bem-sucedida foi sua estratégia para avançar um lead de etapa.

Confira como as métricas de conversão atuam no funil de marketing

Para ter sucesso, é necessário conhecer muito bem as características e motivações do seu público, além de um funil de vendas que corresponda à sua realidade. Ative ações eficazes para que um lead passe para o próximo estágio, e a taxa de conversão do funil ajuda a verificar se você está tendo sucesso.

5. Proporção de novos visitantes

Entre as suas métricas de conversão, precisa existir alguma referente a quanto você está conseguindo atingir novos públicos com as suas campanhas, ou seja, medir se você está conseguindo trazer gente nova para o seu site. Analisar essa proporção mostra o quanto suas ações são capazes de captar cada vez mais audiência para inseri-la no funil de vendas.

Atrair gente nova e de qualidade para o fluxo da sua empresa deve ser uma das suas prioridades. Para fazer isso, você tem que deixar muito claro qual é o valor da sua oferta, o que essa pessoa ganha indo até sua página, para que esse público decida conferi-la. Ano passado eu escrevi um artigo muito bacana onde conto como construir audiência digital, clique no link e confira!

6. ROI

A melhor forma de garantir que você está tendo sucesso com as suas iniciativas de marketing é calculando o seu ROI – Retorno sobre investimento. Essa conta deve levar em consideração todos os custos associados à sua estratégia de marketing e que tipo de retorno financeiro ela está conseguindo trazer.

Aprenda a formula do ROI e veja como ela atua com métricas de conversão

Pode parecer uma tarefa difícil, mas é importante manter a objetividade. Um cálculo de ROI precisa englobar todos os esforços relacionados à atividade analisada. Senão, o registro não será fiel à realidade. Quer uma dica? Temos um artigo focado exatamente nisso aqui no blog.

7. Custo de aquisição de cliente (CAC)

Não faz sentido gastar mais para captar um cliente do que ele pagará à sua empresa, certo? Para se certificar de que essa situação não ocorra, você deve monitorar a métrica de CAC, o custo de aquisição de cliente. Nela, são levados em conta todos os esforços envolvidos para converter o público, para, depois, compará-los com os retornos conquistados.

Aprenda como calcular CAC e veja como ele interfere nas métricas de conversão

Tal indicador é utilizado em conjunto com outro, que é o tíquete médio (quantidade média de ganhos por cliente) ou o LTV (Life time value, ou, quanto um cliente gera de receita para sua empresa enquanto é cliente). Dessa forma, o ideal é que o seu CAC esteja sempre baixo, representando um gasto menor para conquistar clientes que compram cada vez mais.

Aprenda o que é CAC e LTV e veja como eles interferem nas métricas de conversão

*o ideal é que o seu LTV seja pelo menos 3x maior do que o seu CAC.

Somente será possível aproveitar todo o potencial que o seu site pode trazer em vendas e visibilidade ao implementar uma boa estratégia de monitoramento de métricas de conversão. Isso significa saber com precisão como anda o ritmo de transformação de visitantes em leads e o quanto essas pessoas estão gastando com você.

A sua análise de métricas de conversão precisa dar origem a ações objetivas. Um dos principais benefícios de poder acessar seus resultados em tempo real no ambiente digital é conseguir tomar decisões mais inteligentes em relação à sua estratégia, nesse caso não deixe de entender como o Google Analytics pode te ajudar a medir as métricas do seu site. Afinal, você tem acesso a dados concretos que ajudam a corroborar suas escolhas.

Leve tudo o que você aprendeu neste artigo para a sua próxima análise. Resgate os objetivos da sua estratégia com o seu site e busque as métricas de conversão que conseguem traduzir o seu sucesso nessas áreas. Em seguida, avalie esses resultados e tire um diagnóstico de tudo isso.

Vamos continuar falando mais sobre números? Apesar de serem decisivos para a sua estratégia, eles também podem enganar. Veja, no blog, o que são métricas de vaidade!

 

 

Posts Relacionados