4 motivos para fazer análise de concorrência

Fabio Duran

Fabio Duran

Cofundador e CEO da Hubify. GDista, apaixonado por economia comportamental e vendas. Advogado formado pelo Mackenzie e pós-graduado em Administração de Empresas e Gestão de Projetos pela Universidade da Califórnia.

3 minutos de leitura

Quem tem empresa, sem dúvidas, já ouviu falar na análise de concorrência como ferramenta para desenvolver estratégias para o crescimento do negócio. No marketing digital, isso é fundamental para entender o que eles fazem e como o público reage.

Na internet, você disputa a atenção dos leitores com diversas empresas do mesmo segmento ou negócios que oferecem outros produtos e serviços, mas trabalham com as mesmas palavras-chave.

É por isso que, neste post, separamos 4 motivos para você investir na análise de concorrência e os benefícios que isso proporciona. Continue a leitura e saiba mais!

1. Entender as estratégias do mercado

Observar a concorrência demonstra quais são as estratégias mais utilizadas no mercado e, com base nisso, os gestores conseguem compreender quais ações que devem ser adotadas. A análise indicará as características, erros e acertos dos concorrentes, para que você veja quais práticas fazem sentido para empresa.

Isso não significa que você deve replicar tudo o que os concorrentes fazem e oferece bons resultados, muito menos copiar conteúdos. O objetivo é entender o comportamento das empresas e do público, a fim de definir quais técnicas fazem sentido para o seu negócio e aprimorar o planejamento de marketing.

2. Comparar os resultados obtidos

A avaliação dos resultados dos concorrentes permite medir como está o desempenho real do seu site fazendo comparativos. Muitas vezes, a análise isolada das suas métricas deixa a impressão de que o desempenho é ótimo, mas ao ver o retorno de outras páginas, você percebe que ele poderia ser mais satisfatório.

O contrário também acontece: algumas taxas baixas dão a impressão de que os resultados deveriam ser melhores, mas a comparação com a concorrência demonstra que a performance está acima da média. Os erros ao avaliar os dados normalmente fazem com que a empresa invista em ações que não são realmente necessárias, enquanto deixam de dar atenção a pontos mais relevantes e com maior retorno.

E-book BI

3. Obter insights sobre novos conteúdos

As palavras-chave são fundamentais em uma boa estratégia de marketing, então é preciso ter um bom mapeamento sobre quais devem ser trabalhadas. Com a análise de concorrência você consegue verificar se os termos usados por eles são realmente relevantes para o seu negócio e a sua persona, e se você já as utiliza.

Muitas vezes, algumas palavras que contam com um ótimo potencial passam despercebidas no planejamento, porém, ao identificar o uso pelos concorrentes e os resultados obtidos, é possível desenvolver estratégias para trabalhar os termos e criar conteúdos para aumentar o alcance do seu site.

Sempre que identificar fraquezas dos concorrentes, como textos incompletos ou obsoletos, a empresa terá a opção de investir em conteúdos sobre o tema para sanar esse problema e melhorar a experiência dos leitores nas pesquisas. Nos casos em que os resultados deles são melhores, aproveite a oportunidade para compreender quais são os diferenciais e trabalhar novos planos no seu site.

4. Garantir uma tomada de decisão baseada em dados

Ao fazer uma análise de concorrência, você levantará diversos dados importantes sobre as estratégias utilizadas no mercado, como os canais e os tipos de conteúdo, a frequência de postagem e os assuntos abordados.

Isso é importante porque, mesmo que existam boas práticas que devem ser adotadas no inbound marketing, somente com a validação dessas estratégias com base em dados e estatísticas é que você terá condições de acertar na tomada de decisão, garantindo escolhas que trarão o maior retorno possível para a empresa.

Bônus: dicas para fazer a análise de concorrência

Agora que você já sabe por que é importante fazer a análise dos concorrentes em marketing digital, separamos as principais dicas para implementar essa estratégia. Veja só:

  • descubra quem são os seus concorrentes diretos e indiretos;
  • confira o número de seguidores;
  • verifique os seguidos ativos;
  • avalie os tipos de conteúdos publicados;
  • identifique quais são as mídias sociais usadas;
  • veja a frequência das postagens.

Para levantar essas informações, use ferramentas como o Google Alerts, SEMRush, Keyword Planner etc. Com base nesses dados, você deve fazer um comparativo entre os resultados obtidos pelos concorrentes e pela sua empresa. Assim, é possível identificar os pontos fortes e fracos para atualizar as estratégias de marketing e determinar novos objetivos.

Então, este post foi útil para você? Para acompanhar outros conteúdos relevantes sobre marketing digital, assine a nossa newsletter e receba dicas incríveis por e-mail!

Posts Relacionados