Planejamento de Marketing Digital para 2018, quais estratégias utilizar?

Fabio Duran

11 minutos de leitura

Início de ano é o tempo perfeito para reavaliar as estratégias de Marketing Digital do negócio, aprender com os erros e definir novos planos para conquistar os objetivos, sendo assim, não podemos deixar de fora seu planejamento de marketing digital.

Não estamos falando aqui apenas de aprender sobre tendências, apesar de isso ser uma parte importante da análise que deve ser feita. O ponto-chave é pensar em qual seria a melhor estratégia a se adotar para o restante do ano.

Um bom planejamento é fundamental para obter sucesso em qualquer negócio — e mais do que nunca nesta era de transformação digital em que vivemos.

Se você está pensando em aprimorar sua estratégia de Marketing Digital, veio ao lugar certo. Vamos ver as principais formas de fortalecer a sua empresa na web e conquistar mais clientes sem aumentar os custos!

Qual é a importância do planejamento no Marketing Digital?

O Marketing Digital geralmente é promovido como uma estratégia de alto retorno financeiro e pouco trabalho. Esse é um grande mito, no qual empresas bem-sucedidas não acreditam.

É preciso fazer um planejamento sólido, segui-lo à risca em cada etapa da execução e ficar atento aos resultados obtidos para ajustar o que for necessário ao longo do caminho.

Afinal, o cenário do Marketing Digital evolui rapidamente, as demandas do consumidor mudam, padrões de mercado se elevam e, com tudo isso, nem mesmo o melhor planejamento pode ficar intacto.

Ainda assim, vale ressaltar: você precisa de um planejamento para ter sucesso com o Marketing Digital. Veja 4 motivos para isso:

1. Ajuda a definir os objetivos certos

Com um planejamento de Marketing Digital, a empresa consegue definir os objetivos certos que espera alcançar e trabalhar de forma focada para conquistar cada um deles.

Sem um objetivo claro, é praticamente impossível ter sucesso, ainda mais um que dure, como é o desejo de todo empreendedor.

Por isso, dedicar tempo para a criação de um planejamento bem definido é muito melhor que sair realizando as estratégias sem qualquer ideia do que funciona melhor ou não.

2. Contribui para a escolha dos melhores canais

São tantos canais à disposição quando se trata de Marketing Digital que, sem o planejamento certo, fica difícil escolher os melhores.

Aliás, a empresa que não se planeja nem sabe que existem canais certos para cada tarefa e objetivo, e provavelmente vai fazer mal uso das ferramentas que tem em mãos.

Como resultado, não vai ter o retorno positivo que esperava e precisará refazer tudo do zero. O planejamento apropriado leva em conta os canais a usar desde o primeiro dia e evita esse tipo de dor de cabeça.

3. Determina a linguagem apropriada ao falar com os clientes

Na internet, é preciso tomar cuidado com diversos aspectos, e um dos mais importantes é a linguagem usada para se dirigir aos clientes. Por quê?

As pessoas não querem ser atendidas por máquinas, de modo que a linguagem de call center não é vista com bons olhos, pois lembra a todos do atendimento desalmado e ineficiente que esse tipo de sistema de suporte é famoso por oferecer.

Por outro lado, há de se levar alguns fatores em conta, como o perfil do cliente e o segmento de mercado, para não ser informal demais e perder a chance de se aproximar do público. Mais um assunto que deve ser definido antes, na fase de planejamento.

4. Estabelece um plano de ação eficiente

Depois de definir alguns pontos importantes, como os objetivos, ferramentas, linguagem e métricas de desempenho que serão avaliadas, o planejamento ajuda a formar um plano de ação eficiente para tirar tudo isso do papel.

Não basta saber como as etapas funcionam de forma isolada, é preciso ter em mente como executar todas elas em conjunto e definir o que precisa ser feito primeiro, bem como quem será responsável por cada tarefa.

Com um plano de ação eficiente e prático, você terá tudo que precisa para pôr a mão na massa sem medo de errar.

Por que conhecer o seu público alvo ao desenvolver uma estratégia digital?

Um dos fatores mais importantes para o bom andamento de uma estratégia de Marketing Digital é o conhecimento que você tem do público que deseja atrair.

Não existe uma fórmula que se aplique a todos os clientes, por isso é preciso se atentar para uma palavra que, no dicionário do Marketing Digital, é quase mágica: segmentação.

Esse é o motivo número 1 para conhecer a fundo quem são as pessoas que deseja ter como clientes. Com base nesse conhecimento, você conseguirá personalizar o contato com cada possível cliente, até os mínimos detalhes. Como assim?

Pense, por exemplo, que o seu produto ou serviço seja destinado a profissionais autônomos. Produzir conteúdo apenas com essa informação em mente resultaria em materiais rasos e sem qualidade. Isso seria fruto da falta de informações relevantes, como o segmento, os problemas que enfrenta e os objetivos desse profissional.

Basicamente, quanto mais informações sobre o público que você deseja ter como cliente, melhores suas chances de produzir conteúdo relevante para ele, engajá-lo com suas atividades e envolvê-lo com sua marca.

Leia também: O que são persona e por que elas são importantes para o seu negócio

Quais são as principais tendências de Marketing Digital para 2018?

Tendências não surgem por acaso, mas servem de termômetro para o que funciona (ou não) no mercado e podem ser bons indicadores do que os consumidores esperam ou do que tem uma relação entre custo e benefício maior.

Por isso, vale a pena ficar de olho no que as empresas estão usando como táticas de marketing e vendas.

Observe algumas das principais tendências de Marketing Digital para 2018 e veja como pode aplicar cada uma delas no seu próprio negócio:

Automação de marketing

A automação de marketing é uma das principais maneiras de aumentar a produtividade e reduzir custos com a área nos lugares certos.

Muitas tarefas do processo de marketing e vendas são bastante repetitivas e, se feitas manualmente, consomem tempo precioso que poderia ser dedicado a afazeres mais importantes.

Existem ótimos softwares de automação no mercado, além de uma vasta quantidade de conteúdo explicando como tirar o máximo proveito dessa poderosa ferramenta.

Essas são apenas algumas das vantagens que fazem da automação uma das tendências para este ano mais uma vez.

Leia também: Entenda o que é automação de marketing de uma vez por todas

Realidade aumentada

A realidade aumentada já é alvo de grandes empresas há um bom tempo, mas pequenos negócios também podem fazer uso dessa tecnologia, que está cada dia mais acessível e interessante.

Até mesmo algumas das grandes marcas que fizeram uso da realidade aumentada usaram materiais considerados baratos. Um dos melhores exemplos é a Coca-Cola, que criou óculos especiais de realidade aumentada feitos de papelão reciclado.

Vale a pena aprender mais sobre o tema e ver como essa inovação pode ser colocada também na sua estratégia.

Transmissões ao vivo

As transmissões ao vivo são a nova febre do Facebook — e prometem continuar a todo vapor nesse ano. O motivo? Engajamento.

As pessoas respondem melhor a vídeos ao vivo que a transmissões gravadas com antecedência.

Alguns motivos para isso podem ser a chance de interagir em tempo real com quem realiza o vídeo ou a simples ideia de que, depois de terminada a transmissão, o conteúdo se perde (apesar de nem sempre ser o caso).

Além disso, o próprio Facebook envia mensagens avisando aos seguidores de uma página que uma transmissão ao vivo  está começando —  uma boa forma de aumentar o alcance orgânico.

Mídia out of home

A mídia out of home (OOH) une o melhor da publicidade tradicional com o poder de engajamento e a interatividade do digital.

Trata-se de quiosques ou outdoors, mas não estáticos, e sim digitais, que contêm mensagens e conceitos relevantes para o público.

Algumas das vantagens dessa tendência são a relação entre custo e benefício, o grande alcance e o índice de interação do público com as campanhas.

Amadurecimento do marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo só cresce a cada ano, e isso não vai parar em 2018. O que vai acontecer é um amadurecimento dessa forma de comunicação.

As empresas estão percebendo como falar de assuntos que interessam ao público sem promover diretamente seus produtos na hora errada. Novas formas de engajar os fãs também têm surgido e sido usadas de forma inovadora.

O investimento em conteúdo só aumenta ano após ano, e novos formatos, como vimos aqui, também servem para renovar o interesse do público.

O que é marketing de conteúdo?

Tanto se fala em marketing de conteúdo como uma das principais vertentes do Marketing Digital, mas o que exatamente é isso e como ele pode, de fato, ajudar nas suas vendas?

O marketing de conteúdo consiste na produção de materiais relevantes que tiram dúvidas e esclarecem conceitos importantes para as pessoas que você deseja ter como clientes.

Para entender melhor, pense no seguinte: uma floricultura que decide apostar no marketing de conteúdo vai criar um blog e publicar nele artigos do tipo:

  • “Conheça os melhores arranjos de flores para casamentos ao ar livre”;
  • “Veja as tendências de inverno para casamentos tradicionais” etc.

Em vez de simplesmente publicar um artigo falando sobre como as flores são de boa procedência ou os preços são baixos, a ideia é falar sobre o que interessa ao possível cliente, assuntos sobre os quais ele pesquisa normalmente no Google.

A partir daí, o interessado vai consumir mais e mais conteúdo, desenvolver uma relação com a empresa mesmo antes de comprar e, quando tiver de fazer uma escolha, provavelmente não terá dificuldade em optar pela empresa que tanto lhe ensinou.

É verdade que pode parecer estranho falar que um simples blog pode ajudar a aumentar as vendas de um negócio, mas é muito mais que isso.

Trata-se de criar valor para o consumidor mesmo antes de pedir algo em troca dele. As pessoas valorizam isso, e esse é o novo caminho do marketing.

Não se prenda ao conceito antigo de blog, no qual esse canal era usado apenas como um diário ou fonte de entretenimento, mas sem qualquer relevância para assuntos profissionais.

O que é inbound marketing?

Inbound marketing também é outro termo muito comentado como uma das estratégias mais importantes do Marketing Digital. De fato, é tão comentado que muitos o confundem com o marketing de conteúdo. Não é tudo a mesma coisa?

Não.

Para ficar claro, vamos primeiro entender o que é inbound marketing. Por muito tempo, as empresas concentravam todos os seus esforços de atração e retenção de clientes em anúncios.

Daí vieram os anúncios em jornais, revistas, TV, rádio, por meio de panfletos e, por fim, a internet. O problema dos anúncios é que eles interrompem as pessoas, e ninguém gosta de ser interrompido. Basta considerar a experiência de assistir TV: os programas são interrompidos em seus momentos mais climáticos para a emissora transmitir comerciais de produtos ou serviços.

Na web, essa interrupção se dá por meio de banners, links indesejados e os famosos (e odiados) pop-ups que surgem do nada e surpreendem os internautas de forma negativa.

O método inbound, por sua vez, é conhecido como “marketing de atração”, justamente porque foi criado para acabar com as interrupções.

Em vez de ir atrás dos clientes em momentos em que eles não desejam ser incomodados, a ideia é deixar que eles venham até as empresas quando estiverem buscando conteúdo de seu interesse.

É aí que muitas pessoas se apressam e acham que inbound e marketing de conteúdo são a mesma coisa. Para atrair os interessados e transformá-los em clientes, usa-se:

Em outras palavras, o marketing de conteúdo apenas faz parte da metodologia inbound.

Esse método, em si, é um conjunto de estratégias, todas com o mesmo objetivo: atrair por meio da geração de valor, e não vencer pelo cansaço interrompendo as pessoas.

Como utilizar SEO de forma eficiente?

Ninguém pode negar a importância do SEO (Search Engine Optimization), ou Otimização para Motores de Busca, no Marketing Digital. É simplesmente a principal forma pela qual os sites são encontrados na web.

Funciona da seguinte maneira: a pessoa faz uma busca qualquer de acordo com o seu interesse. O Google usa essa expressão para buscar conteúdos que sejam relevantes e atendam ao pedido ou pergunta em questão.

Os sites que os algoritmos do Google consideram mais relevantes aparecem primeiro, seguidos pelos demais em uma ordem determinada por mais de 200 critérios.

Todos os critérios têm um único objetivo: satisfazer a dúvida do usuário. Um bom trabalho de SEO é feito pensando não em ser bem avaliado por esses algoritmos, mas em ser útil para os usuários.

Veja de forma mais detalhada o que você pode fazer para tornar sua estratégia de SEO mais eficiente e conseguir resultados cada vez melhores ao explorar os sites de busca:

Pense na intenção de busca do usuário

Em vez de pensar em técnicas para enganar os mecanismos de busca e conseguir posições nos ranking do jeito errado, concentre-se sempre em satisfazer a intenção de busca do usuário.

Isso quer dizer que o melhor é sempre pensar em como ser útil, ajudar a pessoa a encontrar a melhor resposta possível para a sua pergunta.

Se fizer isso, vai caprichar no conteúdo, no SEO e no layout do site e verá a posição da sua página subir naturalmente nas páginas de busca.

Não se esqueça do SEO On Page

O SEO On Page diz respeito a todas as modificações, grandes ou pequenas, que você pode fazer no conteúdo ou no código da sua página para conseguir uma classificação melhor nos sites de busca.

Ele é fundamental porque está sob seu controle e diz respeito apenas a medidas que estão ao alcance de qualquer um tomar. Portanto, não deixe de lado essas otimizações e vai ver sua posição no ranking do Google melhorar com o tempo.

Por que investir em vídeo marketing?

O uso de vídeo é uma das principais apostas de marketing que você pode fazer para este ano. Afinal, essa forma de comunicação com o público só cresce a cada dia.

Mas qual é o motivo de fazer essa aposta? Será que não se trata de apenas uma fase passageira? Vamos responder essa pergunta em duas etapas.

Primeiro, mesmo que seja uma fase passageira, ela não deve se encerrar em 2018. Para este ano, o uso de vídeos como parte de estratégias de conteúdo deve aumentar consideravelmente, devido ao engajamento do público com esse formato dinâmico, agradável e de consumo rápido.

Além disso, a evolução da tecnologia, tanto referente às ferramentas disponíveis para filmar e editar as produções, quanto aos aparelhos usados nisso, é impressionante e permite qualidade profissional sem dificuldades.

A segunda parte da resposta é que dificilmente se trata de uma fase passageira. Como podemos dizer isso? Considere o sucesso cada vez maior de plataformas como Netflix e YouTube.

Elas estão sendo seguidas de perto por diversos concorrentes. Temos opções nacionais como Globo Play e Looke, além de competidores internacionais de peso como Amazon, Hulu, HBO e Disney.

Esses são indicadores de que a sede do consumidor por vídeos de alta qualidade não é pequena, e o mesmo tem de ser considerado nas estratégias de Marketing Digital atuais.

Qual é a importância do site da minha empresa na minha estratégia digital?

A quantidade de canais disponíveis para fazer Marketing Digital hoje em dia é enorme, especialmente se levarmos em conta as redes sociais, aplicativos de mensagem e tecnologias emergentes ainda pouco exploradas.

Essa vasta gama de opções pode fazer com que a manutenção de sites, canais até então considerados como protagonistas no Marketing Digital de um negócio, fique de lado.

Muitas empresas, por exemplo, abrem até mão de uma estratégia de conteúdo para sites e usam apenas a página do Facebook como endereço digital de interação com os fãs e clientes.

Será que essa é mesmo uma boa ideia? Na verdade, mesmo com todas as soluções que consideramos, o site ainda é uma peça indispensável de uma boa estratégia digital.

Acabamos de falar sobre SEO e marketing de conteúdo, e o site da sua empresa é o melhor canal para usá-los no potencial máximo.

Veja abaixo os 3 motivos principais para não abandonar seu site, mas fazer dele o centro da sua estratégia:

1. É vital para atrair os interessados

Para onde as pessoas vão ser direcionadas depois de clicar em um post novo que você acabou de publicar no Facebook? Para o seu blog, que fica no seu site.

Não faria sentido tentar atrair as pessoas sem ter um lugar para o qual levá-las. Pense da seguinte forma: as redes sociais são como clubes, espaços no qual todos os membros convivem e interagem entre si.

Mas o site é como a sua casa, para a qual você convida seus amigos depois de ir embora do clube. A relação com os clientes que visitam seu site é mais pessoal e mais persuasiva.

Afinal, não se tem tanta liberdade para receber convidados em outro lugar que não seja sua casa.

2. É seu canal exclusivo de comunicação com o público

Mantendo a ideia de que o site é sua casa, vale a pena destacar que esse é o seu canal de comunicação exclusivo com o público. Isso significa que você não vai brigar pela atenção do usuário, como acontece nas redes sociais.

A única mensagem a que ele deve dar atenção é a sua, então, desde que você faça um bom trabalho, conseguirá mantê-lo interessado e, futuramente, transformá-lo em cliente.

3. Canal de vendas 24/7

Mesmo que seu site não seja um e-commerce, ele ainda é um canal de vendas que funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Tudo isso por um custo baixo, e que pode trazer ótimos resultados apenas com otimizações constantes e um bom planejamento.

Diante disso, fica claro que o site não deve ser um mero coadjuvante, mas a estrela da sua estratégia de marketing. Se fizer isso, com certeza, as outras táticas darão melhores frutos.

O Marketing Digital pode ser bem complexo, ainda mais com tantas opções de estratégias e métodos a seguir. É justamente por isso que é importante ter um planejamento adequado, escolher com antecedência as melhores táticas a adotar e preparar todos os canais para render o máximo possível.

Sabe da importância do Marketing Digital para alavancar o negócio, mas ainda tem um sócio que não acredita muito na ideia? Veja agora como convencê-lo a contratar uma agência de Marketing Digital!

Posts Relacionados