Principais métricas de marketing digital: como saber se as estratégias estão gerando resultados

Rock Content

6 minutos de leitura

Uma das fases mais importantes de uma estratégia de Marketing Digital é a mensuração dos resultados. Sem ela, é impossível saber se as suas ações apresentam o impacto desejado ou se precisam de algum ajuste para otimizar a efetividade da campanha.

Por isso, é essencial saber acompanhar a performance da sua estratégia de marketing digital, ou seja, quais dados acompanhar e como elas podem ajudá-lo a determinar se está próximo do seu objetivo de marketing ou não.

Não basta olhar os gráficos, esquemas e tabelas que as ferramentas de analytics apresentam — é preciso avaliar os resultados com inteligência e interpretar o que eles realmente significam.

Tendo isso em mente, separamos as principais métricas de marketing digital no que se refere ao tráfego para o seu site ou blog, conversão e vendas.

Boa leitura!

Métricas de marketing digital de tráfego

O aumento do número de clientes e a intensificação das vendas estão intimamente ligados ao crescimento do tráfego de qualidade do seu site. Vejamos, então, algumas métricas nesse sentido.

Número de visitas ao site

A quantidade de visitas ao site é uma métrica que dá uma visão geral sobre o volume de pessoas que está chegando às suas páginas e tendo contato com a sua marca.

Ela é importante porque nos permite visualizar bem se o tráfego está aumentando ou diminuindo ao longo do tempo, o que é um indício da eficácia das suas ações de marketing, mas que os gestores precisam examinar com o auxílio de outras métricas.

Inclusive, as ferramentas de web analytics permitem analisar o número de visitantes únicos em um período, o que ajudar a ter uma noção melhor da quantidade de usuários que realmente entraram no seu site.

Se uma pessoa visualizar uma página e logo depois atualizá-la, por exemplo, isso contará como duas visitas, apesar de terem vindo de apenas um usuário.

Canais de aquisição de tráfego

Outra métrica importante são os canais de aquisição de tráfego, que indicam se os visitantes estão chegando ao seu site das pesquisas orgânicas, de mídia paga, das redes sociais, de e-mails, de outros sites que fazem referência ao seu ou diretamente inserindo a URL no campo de endereço do navegador.

Suponha que você esteja fazendo uma campanha de e-mail marketing e queira saber se ela está funcionando bem em termos de direcionar os usuários para o seu site. Uma das formas de se descobrir é verificando os dados de aquisição de tráfego por e-mail durante o período em que houve disparo de mensagens nesse contexto.

Taxa de rejeição

A taxa de rejeição é um indicativo do quanto os usuários estão engajados com o site. Ela indica a porcentagem de visitas em que os usuários entraram em uma de suas páginas e saíram sem interagir com outras seções do site.

Uma taxa de rejeição alta pode significar que o conteúdo não atendeu às expectativas dos visitantes ou que a experiência do usuário não foi agradável, por motivos como dificuldades em entender a navegação, problemas em acessar os menus ou escolha equivocada de fonte e fundo que prejudicam a leitura.

Tempo médio na página

O tempo médio na página é outro indicador sobre a satisfação dos usuários com o que o seu site tem a apresentar. Caso você tenha uma landing page extensa, com informações sobre um produto ou serviço, um tempo médio na página muito baixo pode ser sinal de que o conteúdo precisa ser trabalhado, de modo a ficar mais útil e atrativo aos visitantes.

Métricas de conversão

Nesta seção, vamos ver como avaliar se os usuários estão tomando as ações desejadas, de acordo com os objetivos do seu negócio — o que caracteriza uma conversão.

Taxa de conversão

Qual é porcentagem de visitantes que clica no botão de assinar a newsletter? Ou que baixa seu novo e-book, que reserva uma vaga no seu curso, que compra o seu produto…

É esse tipo de pergunta que um exame da taxa de conversão busca responder. Verifique o quanto ela varia ao longo do tempo para saber se é necessário fazer algum ajuste.

Se o tráfego para o seu site estiver aumentando e a taxa de conversão não, talvez seja preciso cuidar da clareza das informações e das chamadas para ação — também conhecidas como Calls To Action (CTAs) — dentro das páginas. Ou ainda, verificar se esse público é de fato qualificado para a sua oferta.

De qualquer forma, despertar o interesse e usar técnicas de persuasão é essencial para conseguir uma melhor taxa de conversão.

Custo por conversão

O custo por conversão, que também podemos chamar de custo por lead, dependendo do tipo de conversão que você define, deve ser avaliado juntamente com a taxa de conversão. Isso porque de nada adianta ter uma porcentagem satisfatória de conversões se o custo para alcançar essa marca for muito elevado.

Para encontrar essa métrica, basta separar o custo da sua campanha de marketing digital e dividi-lo pelo número de conversões provenientes dela em um determinado período. Se as despesas estiverem prejudicando a lucratividade da empresa, é melhor reestruturar suas ações ou otimizar o site para aumentar as conversões.

Custo por clique (CPC)

Em campanhas de mídia paga, se considerarmos um clique no seu anúncio como uma conversão de uma pessoa que desconhecia o seu negócio para um visitante de uma das suas páginas, existe uma métrica similar ao custo por conversão conhecida como CPC — em inglês, Cost Per Click, ou Custo por Clique.

Avaliá-la pode ser interessante para saber qual plataforma traz melhores resultados — no caso de você utilizar mais de uma — e se as ações de publicidade online estão valendo a pena.

Métricas de vendas

Agora que já sabemos acompanhar o tráfego e as conversões, vale dedicar uma seção sobre métricas para avaliar as vendas. Acompanhe.

Ticket médio

O ticket médio determina quanto a sua empresa fatura, em média, por pedido dos clientes. É um excelente recurso para fazer projeções de vendas, além de saber o quanto seus consumidores costumam gastar por compra.

Comparar a variação do ticket médio ao longo do tempo também é fundamental. Se uma estratégia ajuda a trazer mais clientes para um e-commerce, por exemplo, e isso aumenta o ticket médio da loja, provavelmente é porque a campanha foi bem-sucedida em atrair compradores com gostos compatíveis aos produtos da loja e/ou com maior poder aquisitivo.

Retorno sobre o investimento (ROI)

O Return on Investment (ROI), ou retorno sobre o investimento, é uma das métricas mais importantes em marketing e vendas porque revela se uma campanha teve de fato um bom resultado ou não.

Fazemos o cálculo do ROI da seguinte maneira:

ROI = (Faturamento – Total de despesas) / Total de despesas

Para entender o retorno sobre o investimento, é muito simples. Se o valor for positivo, significa que a sua campanha foi rentável. Se for negativo, quer dizer que o faturamento não foi suficiente para cobrir os custos.

Suponha que uma ação de marketing digital tenha custado R$ 10.000,00 à sua empresa. Ao final da campanha, você contabiliza que houve R$ 40.000,00 de faturamento com os novos clientes.

Nesse caso, o ROI ficaria (40000 – 10000) / 10000 = 3. Algumas fontes optam por multiplicar esse resultado por 100, mostrando a porcentagem do retorno, que, no exemplo, seria de 300%.

Índice de satisfação do cliente

Medir a satisfação do cliente pode parecer algo muito abstrato, mas existem maneiras de conseguir isso, como é o caso do Net Promoter Store (NPS).

Trata-se de uma pontuação utilizada em processos de pós-venda para descobrir o quanto os clientes estão propensos a recomendar os produtos ou serviços do seu negócio para alguém.

Para conseguir esses dados, uma das formas mais usuais é realizar pesquisas automatizadas por e-mail, em que esta simples pergunta já vai auxiliar a computar essa métrica tão relevante: “Em uma escala de 0 a 10, qual a probabilidade de você indicar a nossa empresa para seus colegas, amigos ou familiares?”.

Métricas de vaidade

As métricas de vaidade são uma caso à parte, com as quais devemos ter um cuidado especial e não afetar as nossas análises. Tenha sempre em mente que uma métrica não tem relevância para a sua estratégia se não indica se você está se afastando ou se aproximando do seu objetivo de negócio.

A verdade é que contagens como o número de seguidores nas redes sociais, a quantidade de compartilhamentos de um post ou curtidas nas suas publicações são relevantes apenas para o ego se não estiverem alinhadas às metas de marketing.

Repare ainda que, ao longo do post, sugerimos a análise de algumas métricas em conjunto. Esse é outro cuidado que se deve ter para evitar surpresas com números elevados, que na realidade não têm muito significado.

Portanto, procure sempre checar as métricas de marketing digital que listamos aqui para conferir a saúde das suas campanhas e, consequentemente, do seu negócio. Com o tempo, você ficará mais experiente em entender esses números e em interpretar os motivos pelos quais certas táticas funcionam bem e outras não, promovendo estratégias cada vez mais eficientes e acertadas.

Gostou do artigo? Então, que tal continuar se informando sobre o assunto? Confira o post que preparamos com tudo o que você precisa saber sobre Inbound Marketing!

Conteúdo produzido pela equipe Rock Content!

Posts Relacionados