Conheça o TikTok — a rede social mais popular do momento

Rubens Netto

Rubens Netto

6 minutos de leitura

De acordo com uma matéria publicada pela Revista Exame, o TikTok ocupa posição de destaque no ranking mundial de aplicativos mais baixados do momento. Mas você já ouviu falar na social media? Já baixou o app e abriu sua conta? Conhece as ferramentas disponíveis para os usuários?

Esse aplicativo é antecessor do Musical.ly, que em agosto de 2018 foi fundido e se transformou no TikTok. Em outubro de 2018 o app esteve na lista dos mais baixados nos Estados Unidos e atualmente está no ranking de aplicativos mais baixados do mundo com mais de 130 milhões de usuários cadastrados.

O TikTok é basicamente um aplicativo social que permite ao usuário gravar vídeos curtos, geralmente com dublagens, coreografias, clipes e cenas de humor. O usuário pode gravar os próprios vídeos além de assistir os vídeos de outros usuários.

Ele surgiu como uma solução para diversão tem se tornando cada vez mais uma poderosa ferramenta de marketing digital. Neste post, você vai ter acesso a um panorama completo a respeito do assunto, conhecendo as principais informações e dicas para começar a usar o TikTok de forma estratégica dentro do seu negócio. Acompanhe!

O que é o TikTok?

O TikTok é um aplicativo disponível para os sistemas operacionais iOS e Android que tem como principal ferramenta a gravação e publicação de vídeos curtos — que podem ter de 15 a 60 segundos. O foco principal do TikTok é a dublagem, junto com as coreografias e vídeos de humor.

Com o formato de uma rede social, os usuários podem seguir uns aos outros, curtir, compartilhar e comentar as publicações. A ferramenta também permite o download dos vídeos que podem ser compartilhados em outras redes sociais, como por exemplo nos Stories do Instagram ou no Whatsapp.

Aqui, um dos países onde o aplicativo se destaca é a China, que estima que mais de um terço da população de 1,4 bilhões de pessoas está presente em aplicativos de vídeo curtos como o TikTok. E se engana quem acredita que a ferramenta é popular apenas entre o jovens, o público é bem diversificado, incluindo adultos e também idosos. 

Qual é a origem da rede social?

O TikTok começou a se destacar a partir da fusão com o antigo Musical.ly. Em agosto de 2018 a empresa ByteDance, criadora do TikTok, comprou o Musical.ly e todos os usuários do app — 100 milhões de usuários ativos—  foram automaticamente migrados para a nova plataforma.

A operação de compra do Musical.ly custou US$ 1 bilhão e o objetivo da ByteDance era tornar o app a principal rede social de vídeos curtos do mundo. 

Com uma nova versão e novos recursos, a empresa ampliou as opções de edição e tornou o app mais atrativo, o que contribuiu para que os usuários se mantivessem ativos mesmo após a fusão.

Por que a rede social começou a crescer?

Os movimentos da ByteDance com TikTok foram  muitos bem estudados e planejados, o que ajuda a entender porque ele cresceu tanto no mercado mundial de tecnologia e redes sociais. A empresa chinesa elaborou uma estratégia de segmentação de mercado voltada para o público jovem e, com o sucesso entre os usuários do país, percebeu que existia ali uma ótima oportunidade de negócio a ser melhor explorada.

A compra do Musical.ly foi um movimento de exploração do mercado ocidental, que tinha um público já engajado e que contribuiria para o crescimento da empresa fora da China. Muito embora o Musical.ly também seja de origem Chinesa, ele era amplamente difundido nos Estados Unidos.

Sem dúvida, esse movimento de fusão foi feito no momento certo e se tornou um divisor de águas para o crescimento da popularidade do TikTok.

Como o Tiktok funciona?

Mesmo que você nunca tenha usado o aplicativo, é provável que já tenha visto vídeos feitos usando a ferramenta do TikTok em alguma outra rede social.

Para começar, é necessário baixar o aplicativo e realizar um cadastro. Depois, você consegue acessar o catálogo do próprio TikTok, que disponibiliza músicas e áudios, nacionais e internacionais.

As faixas são separadas por categorias, com destaque para as mais famosas no momento. Além disso, ao visualizar o vídeo de outro usuário, você consegue selecionar uma opção que permite utilizar aquele mesmo áudio para gravar o seu vídeo.

Ele oferece diversas opções de edição, sendo que o usuário consegue aumentar ou reduzir a velocidade do vídeo, usar efeitos visuais, adesivos temáticos, entre outros. Além disso, o uso de hashtags é outra característica importante, já que é possível tocar nas tags e encontrar vídeos relacionados ou simplesmente pesquisar por elas no campo de busca.

As hashtags contribuem para a experiência do usuário, além de favorecer as estratégias de quem usa a rede social com o propósito de expandir um determinado negócio ou marca.

Estratégia de monetização da rede social

Atualmente, o mais novo fenômeno da internet também oferece maneiras de remunerar seus usuários. Essa é uma estratégia utilizada essencialmente para aumentar a popularidade do aplicativo e ainda, ainda trabalhar engajamento com o público.

E-book Youtubers e marcas

Uma das formas mais simples de ganhar dinheiro com o TikTok é usando um código de convite. Assim, quando eles baixarem o aplicativo devem abrir a página da campanha e inserir seu código. 

Outra estratégia muito utilizada por usuários famosos no TikTok para ganhar dinheiro consiste em divulgar seus produtos. Você pode vender diretamente para seus seguidores ou disponibilizar em sites externos. De qualquer forma, merchandisings ainda são a melhor forma de divulgar produtos no app.

Essas, no entanto, não são as únicas formas de conseguir lucrar no aplicativo. Você também pode usar o TikTok Ads, uma plataforma exclusiva da ferramenta destinada à produção de anúncios. O recurso fica disponível por meio de punchers, banners e vídeos publicitários. Além disso, os anúncios poderão ser segmentados, de acordo com a preferência do público, sendo possível iniciar e parar de rodá-lo quando quiser.  

Antes, o TikTok permitia ganhar dinheiro com lives, com elas os usuários tinham a possibilidade de comprar moedas que poderiam ser doadas para o criador de conteúdo como forma de doação. Quando a live era encerrada, elas podiam ser trocadas por diamantes, e então trocá-las novamente por dinheiro.

Principais concorrentes do app 

Para competir à chegada e ao sucesso do TikTok, alguns aplicativos começaram a lançar algumas atualizações com funcionalidades muito semelhantes a que vemos no novo app. 

Esse é o caso do Youtube Shorts, desenvolvido pelo Youtube e o Instagram Rells que foi incluído no Instagram. Saiba mais sobre eles a seguir: 

Youtube Shorts

O lançamento oficial da nova seção do Youtube aconteceu recentemente, ela estará disponível inicialmente na Índia e permitirá que os usuários façam vídeos de no máximo 15 segundos.  O tempo ainda é menor do que do TikTok, que permite gravações de até 1 minuto.

Segundo o Youtube, a seção será inaugurada em uma fase beta inicial e ganhará mais recursos nos próximos meses. A plataforma ainda informou que será possível receber músicas como trilha sonora, através de uma vasta biblioteca de faixas. Também existe a opção de controle de velocidade e o temporizador, que permite gravar com as mãos livres.

Ao que tudo indica, a navegação também não será muito diferente dos concorrentes. Os usuários que não tiverem acesso ao Shorts ainda poderão ter seus vídeos exibidos se marcados com a Hashtag Shorts no título ou descrição.  

Instagram Rells

O novo recurso do Instagram não tem um formato de edição de vídeo muito diferente do TikTok. Quando lançado, o tempo de gravação ainda era o mesmo do Shorts, mas, recentemente, o Instagram fez algumas alterações e os conteúdos passaram a ter então, o limite de até 30 segundos

A plataforma também tornou mais simples a forma de cortar e excluir qualquer trecho do vídeo. E o cronômetro de gravação pode ter duração de até 10 segundos.

É possível publicar o conteúdo nos Stories ou feed e compartilhá-lo com amigos via Direct ou diretamente na aba “Explorar”, a famosa lupa do Instagram. 

Os vídeos produzidos com o Reels ficam disponíveis no perfil do usuário. Para acessá-los, basta clicar no botão de claquete  acima da grade de fotos do feed. 

Vale ressaltar que o Instagram ainda não planeja oferecer publicidade, ou outras formas para os usuários ganharem dinheiro com o Reels.

Como utilizar a rede social a favor do seu negócio?

Muitas empresas já têm utilizado o TikTok de forma estratégica para construção de audiência em suas ações de marketing digital.

Assim como o Youtube, o TikTok tem características peculiares que nenhum outro aplicativo tem. Portanto, quando é abordado de forma inteligente pelas empresas, ele pode favorecer a construção de audiência e o crescimento da empresa.

Entretanto, para acrescentar o TikTok como um canal de aquisição em sua estratégia de marketing é preciso ficar atento a algumas questões importantes. Confira a seguir, quais são:

  • analise a faixa etária do seu público alvo e verifique a compatibilidade com o público da rede social. No Brasil, o TikTok faz sucesso entre os jovens de 16 aos 24 anos. Assim, se o seu negócio tem um perfil mais formal e experiente, é provável que a rede social não traga novas oportunidades de negócio;
  • se a sua empresa tem diversos públicos, crie estratégias direcionadas ao público específico que você deseja atingir;
  • crie conteúdo relevante e útil, invista em vídeos criativos, por exemplo, compartilhando a rotina da empresa e atividades relacionadas ao produto/serviço que você oferece;
  • invista em influenciadores digitais. No TikTok, o investimento com um influenciador pode ser mais baixo do que o mesmo investimento para o Youtube, por isso, vale a pena considerar essa contratação.

Se você quer criar novas oportunidades de negócio para a sua empresa, investir no TikTok pode ser uma excelente forma de alcançar novos públicos e ampliar o posicionamento da sua marca no mercado online. Com um investimento relativamente baixo e criatividade é possível criar conteúdos virais e se tornar popular entre os usuários do aplicativo.

Você gostou deste artigo sobre o TikTok? Então aproveite para seguir a Hubify nas redes sociais — Facebook, Instagram e LinkedIn — e fique por dentro de conteúdos e tendências sobre o mercado digital.

Ouça nosso Podcast!

Posts Relacionados