Micro-momentos: entenda como eles impactam a jornada do seu potencial cliente

Fabio Duran

Fabio Duran

Cofundador e CEO da Hubify. GDista, apaixonado por economia comportamental e vendas. Advogado formado pelo Mackenzie e pós-graduado em Administração de Empresas e Gestão de Projetos pela Universidade da Califórnia.

5 minutos de leitura

Os micro-momentos estão presentes na jornada de compra do consumidor e devem ser explorados estrategicamente pelas empresas. As quais desejam aumentar o potencial de vendas por meio de ações que provoquem o desejo de conhecer a fundo o que elas comercializam!

O comportamento do consumidor mudou em virtude da inovação tecnológica e sua provocativa transformação no modo de relacionar pessoas, negócios e necessidades. O consumidor moderno procura por informações sempre que percebe uma dor ou um desejo.

Em suma, são esses micro-momentos, quando a pesquisa acontece, que possibilitam diversas marcas aproveitarem a oportunidade para apresentar seus diferenciais e tentar converter um interesse em venda.

Por isso, o objetivo deste post é apresentar o conceito de micro-momentos, os tipos mais comuns que podem ser explorados pelas empresas. Além da importância de repensar as estratégias de branding para criar uma aproximação mais efetiva do consumidor!

Neste post você vai conferir:

  • O que são micro-momentos?
  • Quais são os 4 tipos de micro-momentos e o que cada um deles representa?
  • 1 — Eu quero saber
  • 2 — Eu quero ir
  • 3 — Eu quero fazer
  • 4 — Eu quero comprar
  • Momento de repensar a relação entre o consumidor e a marca

O que são micro-momentos?

Se antes da transformação digital havia uma previsibilidade no comportamento do consumidor que ia até as lojas para efetuar suas compras, o mesmo não se pode dizer depois que os negócios se estabeleceram também no universo online.

Dessa maneira, a popularidade dos e-commerces e marketplaces, aliado ao uso de smartphones e acesso aos Apps em paralelo a outras atividades deram vazão aos micro-momentos, que nada mais são do que o timing entre a intenção de tomada de decisão e a formação de preferências.

São momentos preciosos que as empresas precisam aproveitar para despertar muito mais que um interesse. Durante a jornada de compra, o consumidor, por meio dos diversos canais disponíveis, realizam buscas para encontrar o que desejam.

A conectividade instantânea e contínua estimula a esse comportamento, pois, o próprio consumidor já sabe o que pesquisar e onde encontrar, e quando encontra, compara preços, faz simulações e analisa sobre a qualidade e o custo-benefício de um produto ou serviço.

Assim, esse é o micro-momento do qual estamos falando — a proximidade do consumidor com a sua marca pode revelar a distância entre a intenção e a decisão que ele deve tomar de concluir ou não uma compra.

O comportamento do consumidor durante a fase de prospecção demonstra muito sobre seu modo de vida e preferências, logo, as buscas vão apontar um direcionamento e é aí, analisando atentamente cada perfil, que a empresa aprende como interagir e apresentar soluções.

Quais são os 4 tipos de micro-momentos e o que cada um deles representa?

O conceito de micro-momentos idealizado pela gigante Google é fundamentado na ideia de reformulação da criação de conteúdo e em uma nova forma de pensar o relacionamento com o consumidor para que ele se torne um cliente fiel e satisfeito.

Existem tipos diferentes de micro-momentos fundamentais para formar as preferências do consumidor, estimular as compras e aumentar o lucro da empresa!

  • desejo saber;
  • quero ir;
  • eu quero fazer;
  • desejo comprar.

Vamos conhecer cada um dos 4 tipos e o que eles representam dentro de uma estratégia de marketing!

1 — Eu quero saber

Nesse momento o consumidor está curioso e deseja saber mais detalhes sobre algo que teve a indicação de um amigo ou foi divulgado em um anúncio de TV ou internet. Sendo assim, o interesse faz com que ele busque mais informações em sites, vídeos, fóruns ou qualquer canal que esclareça suas dúvidas.

O “eu quero saber” representa a primeira intenção e o quanto o consumidor deseja descobrir sobre o que um novo produto ou um serviço inovador. Vale ressaltar que não importa se o alvo é um pacote de viagem ou um fone de ouvido.

A internet é movida na atualidade por pessoas curiosas, que realizam busca porque sabem que vão encontrar diversas respostas.

E-book BI

2 — Eu quero ir

Vamos tomar o pacote de viagem para ilustrar esse momento em que o consumidor deseja chegar a algum lugar e, por isso, aproveita a facilidade de uso do smartphone para pesquisar em aplicativos de geolocalização sobre um lugar específico e todas as opções de lazer e turismo que ele oferece.

Dessa maneira, as buscas segmentam um público e ajudam a desenhar um perfil mais alinhado às expectativas de fidelização e vendas. Ou seja, o momento do “eu quero ir” demonstra que o consumidor pesquisou, gostou do que encontrou e está disposto a ir conferir “in loco” tudo que a empresa está ofertando.

Se a interação com o consumidor tiver um argumento bem estruturado e confiável, que seja favorável ao contexto da busca, certamente ele estará disposto a conhecer a proposta e cogitar ser atendido pela sua empresa.

3 — Eu quero fazer

Antes de tudo, você já ouviu a expressão Do it yourself ou simplesmente DIY? A ideia do “faça você mesmo” está em alta e é nesse momento que muitas empresas são bem-sucedidas ao disponibilizar conteúdo educativo.

Por outro lado, o imediatismo proporcionado pelo acesso via dispositivo móvel dá a chance de uma empresa sair à frente oferecendo soluções simples, com explicações didáticas, oportunizando a preferência do consumidor e um potencial desejo de se vincular à marca.

Segundo pesquisa realizada pela consultoria Provokers, para o Google Brasil, 79% dos usuários de smartphones esperam e desejam encontrar informações imediatas quando realizam buscas na internet.

Sendo assim, manteremos nosso exemplo para visualizar como seria para o consumidor montar o seu próprio pacote de viagem a partir das informações sobre roteiros e passeios, atrações turísticas e gastronômicas — a autonomia sobre a própria viagem, mesmo com algum direcionamento, pode se tornar um fator de decisão.

4 — Eu quero comprar

Em primeiro lugar, se o consumidor andou pesquisando sobre um destino específico, buscou informações de roteiro, simulou um período de viagem e agora deseja saber sobre os custos, as chances de conversão em vendas começam a despontar.

O momento derradeiro “eu quero comprar” é demonstrado pela especificidade das buscas. Se as pesquisas acontecem nos meses que antecedem as férias escolares, por exemplo, pode ser que o consumidor tenha filhos e esteja preparando um período de descanso em família.

É um micro-momento determinante para a empresa, uma vez que constata o efeito positivo das suas provocações do início. Onde o comportamento decidido do consumidor apresenta uma jornada de compras bem explorada.

Momento de repensar a relação entre o consumidor e a marca

O comportamento do consumidor mudou e com isso novas estratégias foram traçadas pelas empresas. Com o objetivo de repensar o modo de interação com o consumidor.

Dessa forma, os micro-momentos surgiram como verdadeiros termômetros para as ações de marketing digital e atendimento ao cliente. Então, sua empresa deve estar posicionada, estrategicamente, para oferecer tudo que ele precisa durante a jornada.

Ou seja, os esforços para alcançar uma boa audiência se traduzem nos momentos em que o consumidor gera a intenção e se mostra disposto a evoluir para a decisão — passos indispensáveis na corrida por um lugar de vantagem no coração daquele que sugere ser o futuro cliente.

Atenta aos micro-momentos sua empresa estará oportunamente posicionada para dar ao consumidor respostas rápidas e assim não dar tempo de buscar na concorrência.

Complemente seu conhecimento com o vídeo a seguir!

RESUMINDO

O que são micro-momentos?

Em conclusão, são aqueles espaços no tempo em que a intenção e a tomada de decisão se misturam e convocam as empresas a introduzirem suas ações estratégicas. Isso na tentativa de gerar uma curiosidade, um desejo, uma motivação e, enfim, uma compra.

Quais são os 4 tipos de micro-momentos?

  • desejo saber;
  • eu quero ir;
  • quero fazer;
  • tenho interesse em comprar.

Curtiu o post? Que tal compartilhar nas suas redes sociais para que seus amigos também conheçam os micro-momentos? Eles são importantes para o sucesso de uma estratégia de marketing!

Ouça nosso Podcast!

Posts Relacionados