Como fazer a busca de palavras-chave de forma eficaz

Rubens Netto

Rubens Netto

6 minutos de leitura

Estar sempre familiarizado com técnicas de otimização é muito importante para permanecer no topo do Google. Afinal, quem não deseja que a própria empresa tenha um nível tão alto de visibilidade? Contudo, é essencial ter em mente que as palavras-chave utilizadas em suas páginas e demais publicações na internet são as grandes responsáveis por esse resultado.

Com a ajuda delas, o algoritmo do buscador consegue mostrar seu conteúdo, que passa a ser citado de forma relevante e orgânica. Ou seja, além de ser encontrado mais facilmente por quem pesquisa, ainda consegue se destacar em relação a outros concorrentes. Mas somente a partir de uma análise completa é possível prepará-lo para ser devidamente inserido e compreendido por esse tipo de sistema.

Quer aprender um pouco mais sobre esse assunto e descobrir como a busca pelo seu negócio pode ser mais eficaz? Então continue a leitura deste artigo e tire todas as suas dúvidas.

O que são palavras-chave?

As palavras-chave, também conhecidas como keywords, são o instrumento primordial de qualquer pesquisa na internet. São termos compostos por uma ou mais palavras, da mesma forma que um usuário escreve a sua dúvida no Google ou em outro buscador de informações.

Mas essa é a visão do público comum. Se você trabalha com marketing ou quer entender melhor esse conceito de outra forma, há outra explicação. As palavras-chave são os termos usados para direcionar a criação de páginas, sites, blog posts e outros tipos de conteúdo virtual.

Ou seja, assim que você define uma palavra-chave para determinada página, você informará ao buscador sobre do que se trata seu conteúdo. Com a escolha certa, ele passará a ser exibido exatamente para quem está procurando por soluções e respostas que envolvam esse termo específico.

Quais são os principais tipos de palavras-chave?

Existem três tipos de palavras-chave, com diferentes funções. É muito importante se informar a respeito de cada uma delas, não apenas para facilitar a sua escolha, mas também para que você obtenha realmente o retorno esperado. Aqui estão elas!

Palavras-chave head tail

As palavras-chave denominadas head tail abrangem termos mais genéricos, adequados para buscas gerais. Como são muito amplas, têm alta procura, mas também um grande volume de concorrência. Por exemplo: roupas masculinas, curso de inglês, pacotes de turismo.

Palavras-chave mid tail

As palavras-chave mid tail, por sua vez, são consideradas como meio termo entre as head e as long tail. Elas são mais específicas que a anterior, com a possibilidade de menor concorrência, mas ainda com um volume relativamente alto de conteúdo. Por exemplo: vestidos femininos para festas, cursos de inglês à distância, pacotes de turismo para Orlando.

Palavras-chave long tail

As palavras-chave long tail, por fim, são totalmente específicas. Quem opta por elas demonstra um interesse importante a respeito do conteúdo. Com baixa concorrência, tem alto potencial para agradar ao público, o que é bastante valioso para seus resultados. Por exemplo: cursos de inglês baratos em São Paulo, curso de marketing digital de resultado para advogados, pacotes de turismo de aventura no interior do Brasil.

O que levar em conta para escolher as palavras certas

Depois de fazer a sua lista de palavras-chave, com base nas definições anteriores, como saber quais devem ser vistas como prioridade? Nesse estágio, alguns fatores importantes devem ser levados consideração.

Preço por clique

O preço por clique deve ser observado por quem costuma fazer campanhas pagas. Ele se trata do valor cobrado por cada clique que o seu anúncio recebe. Se centenas de pessoas o visualizarem, mas somente uma clicar, você pagará somente por ele, ainda que seu alcance tenha sido grande.

Sendo assim, quanto melhor for o custo, melhor para você, que conseguirá economizar. Então, é preciso fazer um bom uso de suas palavras-chave, para que seu retorno sobre investimento realmente valha a pena.

Volume de buscas

O volume de buscas se dá pela quantidade de vezes que os usuários pesquisam uma palavra, em um período de tempo específico. E acredite: a época do ano em que você se encontra faz toda a diferença nesses números, devido a sazonalidade.

É claro que alguém pode começar a pesquisar presentes de Natal em agosto, mas sabemos que a procura aumenta a partir de outubro. Com palavras-chave de grande volume de pesquisa, você gera mais tráfego para sua página. Ignorar esse fator pode levar a sua estratégia ao fracasso.

Possibilidades semânticas

A semântica se refere ao significado ou essência de uma palavra. Quando se trata da busca, isso se relaciona com o estudo das palavras e de sua lógica.

O objetivo de investir em possibilidades semânticas é melhorar a assertividade de resultados, de modo a entender a intenção de quem pesquisa. Para tanto, o sistema de busca semântica se apoia em dados como localização, variação das palavras e sinônimos.

Banner Topic Cluster

Persona

A sua palavra-chave deve ajudar sua persona, ou seja, o perfil de seu público. Por isso, é essencial que você o conheça bem e entenda quais são seus principais dificuldades e desejos.

Lembre-se de que as palavras definem os tópicos pelos quais a sua página poderá ser encontrada. Então, é indispensável que isso aconteça pelas pesquisas que o seu público faz, do contrário ele jamais terá acesso ao seu conteúdo.

Intenção da palavra-chave

Existem três tipos de intenções para esses termos. A navegacional, que visa chegar a um destino, a informacional, que deve responder dúvidas ou apresentar soluções, e a transacional, que tem foco em fazer clientes.

Essas questões são muito importantes para que você consiga alinhar melhor seus anseios e conseguir desenvolver uma estratégia customizada. E, além disso, são muito importantes para visualizar quais ferramentas serão mais úteis para colocá-las em prática.

Essas são apenas algumas possibilidades para se analisar durante a sua escolha. Você pode apostar em outras questões, de acordo com seus objetivos. Por exemplo, se você pretende vender mais, deve ficar de olho na intenção de compra do consumidor. Ou se pretende bater a concorrência, precisa descobrir as palavras que ela usa e avaliar o que pode ser mudado para que você não fique abaixo dela no buscador.

Quais são as melhores ferramentas para isso?

Agora é hora de falar um pouco sobre as melhores ferramentas para avaliar a sua escolha de palavras-chave e para ajudar a implementar suas estratégias de maneira eficiente. Aqui estão algumas das principais, mas vale avaliar quais são as suas necessidades primordiais para definir as melhores para seu caso.

SEMRush

O SEMRush disponibiliza diversas informações relevantes acerca da palavra pesquisada. Para completar, ainda é possível descobrir quais sites aparecem nos resultados do Google, ao usar as mesmas palavras-chave que foram definidas para a sua campanha.

Essa plataforma também permite descobrir os termos concorrentes no Google Ads e qual é o investimento mensal, além do tráfego, em resultados orgânicos e patrocinados. Ou seja, é um panorama bastante completo com estatísticas precisas.

Google Keyword Planner

Se você busca por uma alternativa gratuita, o Google Keyword Planner está entre as melhores. Ela pode ser usada tanto para anunciantes iniciantes quanto para os mais experientes.

Seu principal objetivo é disponibilizar ideias de palavras-chave relacionadas aquelas que você pesquisou. Junto a essa lista, ele também oferece grupos de anúncios, desempenho de uma quantidade de palavras e ainda possibilita criar opções ao multiplicar listas com os termos mais relevantes.

Google Trends

Ainda diante dos recursos que o Google fornece, vale dar uma olhada no Google Trends. A ferramenta serve para que você descubra, literalmente, o que todo mundo está pesquisando nesse momento.

Ao pesquisar um tema específico, o Google Trends mapeia o crescimento de interesse nessa palavra-chave, com direito a um histórico completo e demais pesquisas que têm a ver com o mesmo assunto. Você pode visualizar tudo isso por país, estado, período de tempo e outras categorias menos abrangentes.

Übersuggest

Se a sua intenção é otimizar suas estratégias de marketing digital, aposte na Übersuggest. Ela é usada principalmente para explorar nichos de mercado e ter acesso a boa parte das sugestões de palavras do Google, além de receber análises de acordo com os termos buscados.

Da mesma forma que outras ferramentas, ele também mostra tendências, custo por clique, preços de lances e demais posicionamentos relevantes para resultados. Essa ferramenta é indicada para pesquisas rápidas, porque tem informações mais precisas e que não solicitam cadastro ou login para acesso.

Keyword Tool

O Keyword Tool é um gerador de palavras-chave, que funciona em mais de 80 idiomas e cerca de 130 domínios do Google. Suas sugestões são repassadas em ordem alfabética e com frases que envolvem antes e depois o seu termo principal.

As principais sugestões são em long tail, o que é bastante positivo para ajudar em suas definições. Além disso, a navegação é bastante simples, sem qualquer tipo de anúncio e com funções bastante facilitadas, para que você consiga resultados mais rapidamente.

Como é possível perceber, existe uma variedade imensas de ferramentas para ajudar na definição de suas palavras-chave. Assim como várias dicas e recursos que otimizam essa escolha, de modo a gerar os resultados que você espera e otimizar suas estratégias CEO.

Gostou de aprender um pouco mais sobre esse assunto? Se quer se aprofundar ainda mais nessa área de transformação digital, baixe agora mesmo nosso e-book “Uma introdução ao inbound marketing” e conquiste bons estudos!

Posts Relacionados