Como fazer um Storytelling na prática?

Bianca Sousa

3 minutos de leitura

Hoje, principalmente, com ajuda da internet, o consumidor tem mais acesso a informação e sabe aproveitar esse benefício. Um exemplo está na venda de produtos e serviços, hoje não basta apenas apresentar a oferta para convencer o público. Ele está mais exigente e precisa se identificar com a sua empresa para fechar negócio, o que pode contar com ajuda de um bom storytelling

 

Aqui, as condições de pagamento não são mais o único fator durante a decisão de compra, saber como abordar o cliente se tornar fundamental, e uma boa história faz toda a diferença.

 

Quer saber mais? Então, confira como o storytelling pode te ajudar na prática. Boa leitura!

 

Os pilares do Storytelling

Para estruturar o seus próximos textos, de tal forma que engaje o seu leitor, vamos citar os 4 principais elementos que não podem faltar!

 

Personagem

Trabalhe na construção do seu personagem de forma que cause interesse. Ele precisa ser o mais real possível, com aspectos positivos e negativos, vivência profunda e desafios que se assemelham aos da vida real. Lembre-se: ele deve causar uma identificação com seu leitor. Você se identifica mais com o Batman ou Superman

 

Ambiente

O ambiente é o cenário onde se passa a história e o leitor precisa visualizá-lo. Em casos de ficções mais elaboradas, quanto maior a descrição nas palavras, mais fácil é para o leitor. Já em cenários reais, o ambiente deve ser ligado diretamente ao que você está falando, como onde está acontecendo a história — online ou offline? E que tal na chuva ou em uma fazenda? 

 

Conflito

É a qualidade do conflito que vai ganhar a atenção do leitor até o final. Pense que ele não deve ser fácil de ser superado, assim como os próprios desafios da vida, e a solução deve ser tão complexa quanto o desafio. Um conflito mal elaborado, afasta tanto o leitor, quanto um personagem raso ou mal elaborado.

 

Mensagem

A mensagem da sua história é aquela que será marcante na memória do leitor. Pode ser uma frase, lição de vida ou superação. Às vezes, podemos não lembrar do título da história, mas certamente lembramos da mensagem. 

 

O Storytelling pode ser aplicado em qualquer situação?

Bom, isso vai depender da sua estratégia e dos conteúdos, mas o importante aqui é a qualidade da história, que depende de como ela é contada.

Portanto, separamos 4 maneiras de como você pode aplicar o Storytelling, sem medo, nos seus conteúdos:

 

O conteúdo é a história

Você tem uma história para contar, com lição de vida, aprendizado e reflexão? Então, transforme-a em um conteúdo que saiba transmitir uma mensagem ou ideia ao leitor. 

 

A história é parte do conteúdo

Quando você tem uma mensagem para passar, a história é como um argumento para reforçar o seu texto. Às vezes, o tema pode até ser óbvio, mas você pode mostrar de várias formas com diferentes histórias, tornando o seu argumento mais fácil de ser identificado.

 

História como estrutura do seu conteúdo

Essa ideia se aplica quando você constrói seu texto de forma tão bem pensada, que acaba se transformando em uma história. A transição do texto fica natural, mesmo quando são assuntos técnicos

 

Use no seu planejamento

Aplicar o Storytelling no seu planejamento significa pensar para quem ele está sendo feito, então, foque no leitor. Vale a pena fazer um plano a longo prazo com histórias contínuas que ajudarão a sua persona.

 

Bom, espero que tenha gostado de conhecer essa técnica de sucesso para criar bons conteúdos. Se você ficou interessado, recomendo que continue a leitura em nosso artigo sobre escrita criativa!

Posts Relacionados