Conteúdo interativo: 6 dicas de como usá-lo na prática!

Isabella Villar

Graduanda em Marketing na Fatec Sebrae, é fascinada pela versatilidade da área. Faz parte do time de Inbound Marketing da Hubify e atua como Revisora de Conteúdo.

8 minutos de leitura

O consumo de conteúdo na internet está cada vez mais dinâmico para atender as dores do público, afinal, existem diversas ferramentas disponíveis para entregar um material de qualidade. Aqui, o conteúdo interativo se destaca como uma das melhores opções, ainda que ele não seja muito utilizado no mercado.

O motivo disso? Muitos profissionais acreditam que ele ainda é complexo e caro demais, quando na verdade, estão perdendo uma oportunidade incrível de alavancar o engajamento do seu negócios.

Pensando nisso, reunimos algumas dicas práticas para você descobrir como os conteúdos interativos podem ser produzidos de maneira envolvente e divertida para o seu público-alvo. Confira!

Mas afinal, o que é um conteúdo interativo?

A maior parte do conteúdo pode ser classificada como estática, onde o leitor ou público consome o conteúdo assistindo ou lendo.

No entanto, um conteúdo interativo é qualquer tipo de material que incentiva os usuários a se envolverem ativamente com ele, em vez de consumi-lo passivamente.

Assim, eles podem interagir, receber informações personalizadas e obter percepções sobre sua necessidade.

Então de forma geral, conteúdos interativos são materiais dinâmicos que visam estimular a participação do público.

Isso pode ser tão simples quanto compartilhar perguntas em um webinar ao vivo, usando uma ferramenta, ou divulgar um questionário sobre sua marca.

Ah, e apesar de ser na internet onde esse tipo de conteúdo traz as maiores variedade de formatos, eles não necessariamente precisam ser digitais, podendo ser usados para atrair o consumidor nos PDVs por exemplo. 

Quais os benefícios de apostar nessa estratégia?

O primeiro benefício, e talvez o mais óbvio, é o aumento no engajamento com a marca. Dessa forma, até os tipos mais básicos de conteúdos interativos, podem provocar uma reação, o que o torna imediatamente mais envolvente do que material estático.

Com um mercado tão competitivo, e oportunidades limitadas para as empresas se destacarem, é ainda mais importante otimizar seus conteúdos para oferecer uma experiência atraente.

Muitas vezes, as marcas oferecem conteúdo interativo como um ímã de leads para coletar endereços de e-mail, e as pessoas que assinam tendem a ter um interesse genuíno na marca. Portanto, eles estão mais engajados e propensos a converter.

Outro ponto importante é a coleta de dados relevantes, que são as informações mais valiosas para os profissionais de marketing.

Portanto, ao criar conteúdo envolvente que prenda a atenção de uma pessoa e ofereça uma experiência personalizada, será mais fácil persuadir as pessoas a fornecerem suas informações. 

Também podemos destacar o aumento da fidelidade à marca. A partir de questionários, enquetes e pesquisas, você pode capturar dados de leads que permitem criar um conteúdo mais interessante para os seus clientes. 

Essa abordagem de marketing de conteúdo altamente direcionado, logo estabelecerá confiança e autoridade, para que você possa aumentar um público maior de pessoas que sejam fiéis.

Como utilizar um conteúdo interativo? Confira 7 tipos

1. Quizz

Os quizzes são um dos tipos mais famosos de conteúdo interativo, e um dos mais irresistíveis também.

Conquistando adeptos por todos os lugares, eles ficaram super populares com os testes do Buzzfeed e, claro, acabaram se tornando um método de engajamento também para as marcas.

Esse tipo de conteúdo pode ser usado para as mais diversas finalidades e em todos os nichos de mercado. 

Trazendo geralmente uma linguagem divertida e informal, conseguem não só entreter o público, mas também ajudar na captura de insights e informações sobre o comportamento do seu usuário, por isso, vale a pena investir neles.

Se eles apresentarem um conteúdo criativo e relevante para a sua persona, têm uma alta capacidade de chamar atenção e se tornar viral, o que pode ser uma ótima oportunidade para sua marca.

Ex: Quiz McDonald’s da Buzfeed.

quizz do buzfeed sobre o mc donald's

2. Calculadoras 

Frequentemente usadas por empresas de comércio eletrônico e marcas automotivas, essas  ferramentas  podem ajudar seus clientes a estimar e comparar os custos de vários recursos do produto, bem como avaliar os benefícios de compra.

As calculadoras interativas são construídas para resolver problemas específicos, e fornecer respostas imediatas. Esse conteúdo é perfeito para gerar leads, pois pode fornecer ganhos rápidos, no estágio intermediário da jornada do comprador.

Se um consumidor está avaliando suas opções, uma calculadora interativa pode oferecer a visão sobre o ROI ou a economia de que ele precisa, para tomar a decisão de compra.

O que é ótimo nas calculadoras interativas é que elas exigem pouco esforço do usuário. Ainda assim, em troca, eles oferecem dados puros e sem confusão, dando aos usuários resultados precisos para basear na sua tomada de decisão.

Ex: Calculadora de ROI da RD Station.

conteúdo interativo 1

3. Questionários e enquetes

Teste o conhecimento ou as opiniões do seu público sobre um tópico relevante, descubra os assuntos pelos quais eles têm interesse, ou gere dados para serem utilizados ​​em futuras iniciativas de conteúdo.

Eles são alguns dos tipos de conteúdo interativo mais comuns, especialmente nas redes sociais. Você pode configurá-los rapidamente, para coletar informações úteis do seu público, como:

  • feedback do consumidor sobre seu conteúdo, produtos, serviços ou atendimento ao cliente;
  • insights de público, incluindo nomes, endereços, localização e interesses;
  • preferências de compra, como indústrias, marcas favoritas, categorias de itens ou preços.

O truque aqui é não pedir muito, pois você pode dissuadir as pessoas e, portanto, não receber nada.

Ex: Curtidas do Netflix.

capa da serie Enola Holmes, conteúdo interativo da netflix

4. Fotos e vídeos

A criação de galerias de imagens interativas, lookbooks e vídeos com visão 360º dos produtos e serviços que você oferece, pode ajudá-los a testar antes de comprar, entregando a melhor experiência.

O vídeo é uma experiência imersiva, o que torna ele um dos tipos de conteúdo interativo mais fáceis de usar em marketing. Assim, ele garante a liberdade criativa com as mensagens da sua marca, e permite que eles envolvam os consumidores de forma única.  

Acima de tudo, ele é um formato de mídia que oferece ao espectador a capacidade de interagir com o próprio conteúdo do vídeo, por meio de várias ferramentas. Os usuários podem clicar, arrastar, rolar, passar o mouse, gesticular e concluir outras ações digitais para interagir com o conteúdo, da mesma forma que interagem na web.

Exemplo: Série Black Mirror: Bandersnatch da Netflix.

conteúdo interativo 3

Banner Topic Cluster

5. E-books e infográficos interativos

Se você costuma publicar conteúdos mais longos, criar uma versão na qual os leitores possam navegar de maneira personalizada, vai te ajudar a localizar as seções mais relevantes.

Sabendo disso, criar infográficos interativos exigirá mais tempo e esforço, mas a recompensa vale a pena, pois você terá peças de conteúdo atraentes que geram mais compartilhamentos nas redes sociais.

Afinal, os materiais ricos como e-books e infográficos reúnem muitas informações, que podem ser resumidas em um design compacto. Isso vai tornar a leitura mais dinâmica, e manter a atenção do leitor naquele conteúdo.

Exemplo: Infográfico “Vivendo com o fogo”, da artista Eleonor Lutz.

conteúdo interativo 4

6. Ferramentas de diagnósticos

Esses recursos são ótimos para fornecer respostas personalizadas às dúvidas e problemas dos clientes, agilizando o atendimento ao cliente, e reduzindo os tempos de espera para suporte técnico por telefone ou pessoalmente.

Se você está no negócio de venda de software, as ferramentas de diagnóstico automatizado são um dos melhores tipos de conteúdo interativo que você pode oferecer ao seu público.

Quer se trata de uma versão freemium de seu produto SaaS, ou uma ferramenta básica de classificação que avalia um elemento específico do site de seus leads, as ferramentas de diagnóstico são excelentes, pois são confiáveis e fáceis de utilizar!

Exemplo: Diagnóstico de Gestão Agrícola

conteúdo interativo 5

7. E-mails interativos

Você sabia que um conteúdo de e-mail interativo aumenta a taxa de clique em até 73%?

Bom, o e-mail tem um valor único, pois permite que você se comunique diretamente com as pessoas, em vez de uma mensagem de transmissão pública (como nas redes sociais).

Portanto, apostar em um design personalizado garante uma vantagem ao e-mail, mesmo no cenário digital em rápida evolução. 

Você pode incluir elementos como os vídeos, enquetes, gráficos, jogos e muito mais, para gerar melhores taxas de abertura e engajamento.

Exemplo: e-mail da Pret.

conteúdo interativo 66

Como produzir conteúdo interativo para minha empresa?

Agora que você sabe o quanto conteúdos interativos podem ser relevantes para o engajamento da sua marca, chegou a hora de aprender a criar na prática!

Antes de mais nada, todos os conteúdos produzidos pelo seu negócio devem ser pensados exclusivamente para a sua persona, afinal, de nada vale ter engajamento de um público que não é o alvo do seu negócio, então tenha isso claro. 

Com a persona em mente e o objetivo da sua empresa já traçado, existem alguns passos que podem ajudar na construção de conteúdos interativos. Acompanhe!

1. Produza conteúdo de acordo com as etapas do funil

Tendo em vista que cada etapa do funil exige diferentes estratégias, o conteúdo também deve ser criado nessa mesma perspectiva. 

Criando conteúdo de acordo com o funil de vendas, você consegue alcançar todo o seu público-alvo e ainda cria esforços que podem trazer ótimos resultados para o seu negócio

Um vídeo interativo sobre um assunto relacionado à dor da persona, por exemplo, pode ser usado no topo do funil, para que o lead comece a ser educado pela sua marca e se aproxime da sua empresa.

Já uma ferramentas de diagnósticos, pode ser perfeita para o fundo do funil, quando o seu lead já está ciente da solução e falta pouco para tomar uma decisão. 

2. Utilize conteúdos já criados

Não precisa se desesperar e começar a produzir tudo do zero, você pode avaliar seus conteúdos já criados e encontrar aqueles com maior aptidão para a interatividade

Depois dessa análise, é só entender em que formato eles mais se encaixam e torná-los interativos. 

Você pode, por exemplo, escolher um infográfico que teve uma boa taxa de acessos e transformá-lo em uma página interativa.

A ideia é que não seja necessário refazer o conteúdo central do material, mas apenas ajustá-lo ao novo formato. 

3. Use plataformas para a produção de conteúdo interativo

Dependendo da sua equipe e da estrutura da sua empresa, não será problemas criar conteúdos interativos com ferramentas específicas para isso, mas se não for o caso, existem algumas plataformas que podem ajudar.

E não precisa ser um especialista, usando essas plataformas, você pode criar infinitos conteúdos com o uso de templates e recursos fáceis de usar. Veja algumas opções:

  • Typeform;
  • Dot;
  • Ion;
  • SurveyMonkey;
  • Calculoid;
  • Quizur;
  • Playbuzz;
  • Mapme.

Algumas das plataformas citadas são ou oferecem planos gratuitos, então é uma ótima alternativa para começar a criar seus conteúdos!

4. Não se esqueça de capturar os dados dos seus visitantes

Criar conteúdos relevantes demanda esforço e, claro, todos os esforços de marketing são voltados para a captação de leads e clientes, então, não perca a chance de solicitar os dados dos seus visitantes.

Os dados podem ser pedidos para liberar acesso às respostas de um quiz , por exemplo, ou para envio de informações, no caso de contato via ferramentas de diagnósticos.

E lembre-se, para que um visitante informe seus dados, ele precisará encontrar algo que seja interessante para ele, então enfatize os benefícios do conteúdo oferecido e foque em questões relevantes para sua persona. 

Veja quais são as principais métricas que os conteúdos interativos podem ajudar

1. Duração Média da Sessão

A duração média da sessão é uma métrica importante, pois ajuda a calcular o tempo que um usuário passa em seu site, antes de prosseguir. E o conteúdo interativo ajuda a manter as pessoas em seu site por mais tempo, já que gera uma experiência muito mais personalizada. 

2. Taxa de rejeição

Uma “rejeição” é quando alguém visita seu site e sai logo em seguida, sem realizar qualquer ação ou visitar outra página. Assim, quanto mais ações o usuário realizar no seu site, menor e, consequente melhor, será sua taxa de rejeição. 

Nesse caso, os questionários online ou infográficos interativos são uma ótima maneira de redirecionar os visitantes para uma nova página, e obter seus resultados depois de concluí-la. 

3. Geração de leads

Devido à natureza personalizada do conteúdo, os visitantes estão mais dispostos a trocar seus dados de contato por resultados personalizados. Isso leva a taxas de conversão mais altas, leads, e vendas para você. 

A maioria das formas de conteúdo interativo pode ser configurada para coletar leads no início ou no final do processo, permitindo que você demonstre o valor do seu conteúdo antes que eles se comprometam. 

Esperamos que tenha gostado deste artigo e aprendido como o conteúdo interativo pode ser relevante para sua estratégia. Para complementar o assunto, sugerimos que leia o nosso artigo sobre: Storyboard: o que é e como utilizar em sua estratégia de marketing.

Posts Relacionados