10 ideias para divulgar sua empresa sem gastar muito

Fabio Duran

Fabio Duran

Cofundador e CEO da Hubify. GDista, apaixonado por economia comportamental e vendas. Advogado formado pelo Mackenzie e pós-graduado em Administração de Empresas e Gestão de Projetos pela Universidade da Califórnia.

10 minutos de leitura

Divulgar a empresa é essencial para o sucesso de um negócio e, por meio de uma estratégia de promoção, é possível alcançar novos clientes e fazer o negócio crescer.

Entretanto, muitos empreendedores acreditam que para divulgar a empresa é preciso uma grande verba para marketing e, por isso, deixam de lado as estratégias de promoção para focar em outros aspectos que julgam mais importantes.

Então, se você se encontra nessa situação, confira as 10 ideias geniais que listamos para você divulgar sua empresa gastando pouco. Confira!

Quer saber quais dicas incríveis e baratas você vai encontrar neste artigo?

  • esteja presente nas redes sociais;
  • realize promoções locais;
  • invista em e-mail marketing;
  • faça parcerias com outras empresas;
  • invista em um site;
  • produza conteúdo;
  • faça networking;
  • foque no sucesso do cliente;
  • procure especialistas;
  • conte com as buscas locais;
  • como ter um bom site e produzir melhores conteúdos.

10 dicas incríveis e baratas para divulgar sua empresa

1. Esteja presente nas redes sociais

Promover o seu negócio nas redes sociais é uma ótima saída para quem deseja alcançar novos consumidores e fidelizar os clientes que já fecharam negócio com sua empresa — os dados do relatório “Digital in 2020” realizado pelo We Are Social e Hootsuite, indicam que 66% da população brasileira está ativa nas redes sociais.

Além de não exigirem o pagamento de taxas para a criação dos perfis e a realização de publicações, as redes sociais são muito úteis para informar o público sobre promoções, novidades dos produtos e o compartilhamento de informações sobre o setor.

Mas, para que sua estratégia de promoção nas redes sociais alcance bons resultados, é preciso fazer publicações frequentes em cada um dos seus perfis, interagindo com o público e respondendo qualquer dúvida que possa surgir.

E, se quiser conquistar mais público, uma boa saída é investir no Facebook Ads, por exemplo. Com um valor pequeno, já é possível aumentar o seu número de fãs.

Nessa versão, o Facebook disponibiliza uma variedade grande de anúncios em diversos formatos e segmentos, o que é positivo, pois gera mais chances de conversão de um público amplo e diversificado.

Além disso, a empresa ganha a oportunidade de fazer uma campanha mais efetiva ao contar com uma ferramenta capaz de fazer a leitura do perfil do público que a sua empresa deseja atingir.  

Leia também: Social Selling: saiba como usar as redes sociais para vender mais.

2. Realize promoções locais para divulgar sua empresa

divulgar sua empresa 2

Geralmente, os pequenos negócios têm forte ligação com a cidade em que estão estabelecidos, o que limita um pouco as atuações da empresa. Nesse caso, uma ótima saída para contornar este problema é divulgar sua empresa em plataformas online especializadas em negócios locais.

Bons exemplos para isso são os diretórios do Yelp e o Foursquare, ferramentas que oferecem informações sobre sua empresa. 

O Google My Business também é uma excelente opção para as empresas que desejam realizar promoções locais, pois permite que os usuários encontrem sua empresa ao realizarem buscas próximas de seu estabelecimento.

3. Invista em e-mail marketing

O e-mail marketing é uma ferramenta de baixo custo capaz de gerar ótimos resultados para uma organização. Isso porque além dela melhorar o seu relacionamento com os clientes, também pode fazer sua empresa vender mais!

Segundo a Estatista, o número de usuários globais de e-mail deve crescer para 4,48 bilhões de usuários em 2024.

Mas, para investir em e-mail marketing é preciso personalizar os e-mails de seus clientes ao realizarem uma compra de sua empresa, ou mesmo convidar os visitantes de sua página a se cadastrarem em sua newsletter.

E lembre-se: para uma estratégia de e-mail marketing gerar resultados é preciso ir além da simples divulgação de promoções. Por isso, crie mensagens que ajudem seus clientes a solucionarem problemas no seu dia a dia, justificando o cadastro em sua newsletter.

O cliente precisa sentir que vale a pena se manter vinculado e recebendo informações sobre a marca. Ou seja, qualquer conteúdo enviado por e-mail deve ser relevante e sanar alguma dor que o cliente esteja sentindo.

Só assim, ele confiará na sua marca e permitirá o envio de mensagens por e-mail marketing. É uma estratégia excelente, que deve ser pensada em detalhes para não só atrair a atenção, mas sim manter a conexão e estimular a compra ou recompra.

Faça também uma segmentação de seu público, evitando o envio de mensagens padrão para todos os seus contatos. Por exemplo, você pode criar uma lista de e-mail para quem já comprou de sua empresa e aqueles que ainda não compraram, tendo resultados melhores.

E ainda, para gerenciar suas campanhas de e-mail marketing, você pode contar com ferramentas como o MailChimp e RD Station, que possuem templates prontos e facilitam o trabalho do empreendedor.

Também recomendamos que você assista o nosso vídeo no canal, para saber sobre o assunto:

 

4. Faça parcerias com outras empresas

Outra maneira de divulgar a empresa gastando pouco é a realização de parcerias com outros negócios, que atendam o mesmo nicho da sua empresa. Isso poderá ajudar você a alcançar um público ainda maior de forma rápida e fácil, pois o esforço de marketing é compartilhado entre as organizações, diminuindo os custos.

Um salão de beleza, por exemplo, pode oferecer descontos especiais para academias e lojas de cosméticos, pois esses locais oferecem serviços que são interessantes ao público-alvo.

Não só as lojas físicas são favorecidas pelas parcerias. A produção de conteúdo para a web e as propagandas digitais são algumas das melhores formas de atração, geração e conversão de leads da atualidade.

Isso significa que as parcerias online também são válidas e podem ser até melhores que os descontos. Por isso, vamos explicar cada uma a seguir!

Co-marketing

No co-marketing, como o nome sugere, duas empresas que têm o mesmo público-alvo se juntam para elaborar uma campanha de marketing com impacto duplo — posts, e-books, vídeo e infográficos estão entre os principais materiais que podem ser criados.

É comum em empresas que não conseguem um impulsionamento isolado, e pode favorecer as duas marcas, estimulando o desejo de um visitante em consumir produtos e serviços de ambas.

Guest Post

Uma empresa produz conteúdos não para o próprio site, mas sim para o blog de empresas que podem ser parceiras, aumentando a audiência.Nesse caso é feito um convite para firmar a parceria.

Portanto, se surgir um convite é porque a sua empresa inspira confiança e pode ser uma autoridade no assunto, assim, a nova audiência terá interesse em saber a opinião de especialistas, o que chamará a atenção para o site original.

É importante frisar que essa estratégia deve trazer benefícios para todos os parceiros envolvidos. Escolha uma marca de qualidade e que agregue valor para fazer o convite!

Backlink

Aqui, é uma estratégia de SEO bem eficaz quando o objetivo é ampliar o conhecimento do leitor e prender sua atenção dentro do blog. Os links devem ser posicionados de forma inteligente dentro de um conteúdo.

Ao passo que conquistam a atenção para o assunto que estão linkando, ele não deve ser mais importante que o resto do conteúdo, pois o leitor vai abandonar a leitura atual para seguir outro caminho.

A leitura do conteúdo de linkagem precisa complementar o assunto que está sendo abordado. O backlink pode ser interno, o que aumenta o tráfego do próprio site, ou externo, se a empresa entender que é melhor buscar uma referência que seja autoridade no mercado.

5. Invista em um site para divulgar sua empresa

divulgar sua empresa 3

E-book marketing digital

Já ouviu falar que o site é como se fosse sua casa? Pois é, nele você consegue dispor todas as informações que são importantes sobre o seu negócio e recebe visitas que podem se tornar clientes.

Hoje, ser procurado no Google e não ter um site para representar a sua empresa é considerado como falta de profissionalismo. De acordo com uma pesquisa realizada pela CNDL e pelo SPC Brasil, cerca de 97% das pessoas buscam informações online antes de comprar em lojas físicas, portanto caso alguém pesquise a sua marca e não encontre um domínio, será uma oportunidade desperdiçada.

Ter um site não é tão caro quanto se imagina, existem várias plataformas disponíveis para a criação do mesmo. O importante nesse caso, é sempre focar no usuário: usabilidade e site responsivo são as palavras-chave aqui.

A experiência do cliente deve ser a melhor possível, com informações fáceis de entender, além do acesso eficiente via mobile.

6. Produza conteúdo

O conteúdo pode ter várias funções dentro de uma estratégia de comunicação para divulgar a sua empresa. Ele serve para educar os usuários, demonstrar a usabilidade do seu produto ou serviço, trazer tendências, assim como gerar credibilidade a sua marca.

São vários os tipos de conteúdos que você pode produzir, como vídeos, textos, podcasts, imagens, etc. Eles podem ser publicados em redes sociais e blogs.

Se durante a pesquisa por um assunto, o seu conteúdo for o primeiro a aparecer, sua empresa tem mais chances de cliques, e, consequentemente, mais oportunidades de vendas. Estar com a imagem vinculada a um conteúdo de qualidade gera valor e vínculo com o seu público-alvo.

Portanto, dedique um tempo para produzir conteúdos relevantes e identifique de que forma você deve falar, quais os assuntos mais buscados por eles, e como você pode solucionar seus problemas ou trazer informações atualizadas.

7. Faça networking

No mundo dos negócios, ser conhecido é importante para criar uma imagem forte e divulgar a sua empresa de forma orgânica e com pouco investimento.

Muitas vezes, os clientes surgem de indicações ou conversas com desconhecidos que precisavam da sua solução, porém ainda precisavam conhecer melhor o seu negócio, de forma mais pessoal.

Por isso, procure frequentar eventos, participar de webinars, feiras e cursos sobre o seu ramo. Além disso, busque trocar conhecimentos que podem ajudar a sua empresa, você tem a oportunidade de fazer o famoso “marketing boca a boca”, algo essencial em qualquer tipo de negócio.

Aqui, sabemos que estar presente em redes corporativas como o LinkedIn é válido, mas é importante destacar que apenas adicionar pessoas e empresas não é suficiente — a quantidade sem a qualidade são apenas números sem o impacto necessário para se tornar uma oportunidade concreta.

Depois do primeiro contato, é preciso alimentar aquela relação e transformar em algo mais consistente, por meio de uma conexão de interesses e ganhos mútuos.

Para cada contato estabelecido a sua empresa deve apresentar soluções, mesmo que a dor ainda esteja em fase inicial e não exige tantos cuidados.

Ainda falando sobre o LinkedIn, se você está com dificuldades para bombar o seu perfil nessa rede social, separei um vídeo do nosso canal que pode te ajudar:

8. Foque no sucesso do cliente

Você sabia que conquistar um novo cliente pode custar até 7 vezes mais do que manter um que já faz negócio com você? Gastar menos também significa manter os clientes na sua empresa!

Pequenas medidas como ligações, e-mails e antecipar as dores do cliente, ajudam a evitar o aumento da taxa de churn na sua empresa. Se preocupar demais em atrair e captar novos clientes sem dar a devida atenção aos existentes vai fazer com a sua empresa ande em círculos, sem sair do lugar.

Então, esteja sempre atento ao comportamento do consumidor, e se ele apresenta algum descontentamento com o seu serviço ou atendimento. Você evita perder dinheiro e pode ajudar a aperfeiçoar os processos dentro da empresa.

O sucesso do cliente não está atrelado apenas à satisfação que ele demonstra ter com a sua empresa. A fidelização só acontece quando o cliente sente que o prestador de serviços ou fornecedor está gerando bons resultados.

Mas, o que isso quer dizer? Geralmente, ficar muito na zona de conforto e acreditar que sua empresa já está entregando o suficiente, pode causar danos irreversíveis como a busca por outros concorrentes.

O foco deve estar na responsabilidade que todos da empresa têm com a satisfação desse cliente, ou seja, o produto ou serviço deve ser eficiente, o atendimento excelente, a cobrança adequada, o preço justo e esforços contínuos para que a experiência se mantenha agradável.

9. Procure especialistas

Às vezes, queremos abraçar o mundo e fazer tudo por conta própria, mas as coisas podem sair do rumo e não gerar os resultados esperados.

Uma intenção que era gastar menos acaba saindo mais caro do que deveria, caso tivesse ajuda de pessoas que dominam o assunto. Por isso, nossa última dica é: procure especialistas!

Da mesma forma que precisamos de um médico para realizar diagnósticos e receitar o remédio que solucionará o nosso problema, os especialistas em marketing têm a expertise de montar uma estratégia mais assertiva para divulgar o seu negócio e ajudar a investir de forma mais eficaz.

Assim, você gasta menos dinheiro com uma ação única, do que tentando várias técnicas diferentes, além de ganhar mais tempo para se concentrar apenas nas vendas que irão surgir.

10. Conte com as buscas locais para divulgar sua empresa

Os buscadores locais também garantem uma boa audiência aos negócios. Já sabemos que o principal motor de busca é o Google, logo, ser encontrado em uma pesquisa realizada nele vai diferenciar a sua empresa.

Até aí tudo bem, mas esse diferencial só vai ser favorável a sua empresa, se o público tiver acesso ao que você comercializa. Vamos explicar melhor — dependendo do tipo de negócio é fundamental definir se a exposição será global ou local.

Na busca local, o usuário ou potencial cliente tem o poder de buscar informações conforme seus interesses. A pesquisa por locais físicos é a mais comum nesse tipo.

Os bares, restaurantes, prestadores de serviços de cuidados pessoais ou automotivos, por exemplo, se enquadram nesse contexto. Entrar no radar de busca local pode ser mais relevante do que figurar em uma lista global de bons serviços. 

De nada vai adiantar se o cliente interessado na sua empresa estiver em outro lado do país.

Como ter um bom site e produzir melhores conteúdos

Em primeiro lugar, um bom site deve ser otimizado, ou seja, estar à frente da concorrência em buscadores como o Google nas práticas de SEO. Criar uma boa estrutura para o site, com design moderno e bons conteúdos será a continuidade desse processo.

A proposta do site deve ser clara e dialogar com o visitante de forma objetiva, para atrair, gerar, nutrir e converter os leads até o estágio de venda. Além disso, com uma navegação dinâmica e intuitiva, o site deve disponibilizar tudo que a empresa oferece, sem poluir visualmente o ambiente. 

Dessa forma, um blog corporativo com conteúdos relevantes tende a reter a atenção de quem está em busca de uma solução para o problema.

É preciso pensar nas variadas formas de consumo do seu público-alvo e no tipo de conteúdo a ser disponibilizado, já que algumas pessoas são visuais e preferem a leitura, outras mais ouvintes, logo os vídeos e podcasts podem ser uma boa estratégia.

Além disso, ainda existem os indivíduos que preferem se guiar por algum tipo de material, fazendo dos e-books ou infográficos boas fontes de consulta.

Ao desenvolver um e-book e disponibilizá-lo para download, não se esqueça de que a chegada até ele tem um médio percurso dentro do fluxo de nutrição e que as landing pages têm papel fundamental na etapa de convencimento.

Conhecer as funcionalidades das ferramentas só vai beneficiar o negócio. Afinal, divulgar a empresa sem gastar muito é o melhor caminho para quem deseja obter lucro com baixo investimento!

Gostou desse post e quer receber mais dicas sobre como divulgar sua empresa? Então assine a nossa newsletter e seja o primeiro a ter acesso aos nossos conteúdos incríveis para ampliar os seus conhecimentos!

Posts Relacionados