Anúncios no Linkedin: o que fazer para se sair bem?

Oscar Sigaki

Oscar Sigaki

Engenheiro formado pela FEI, com MBA em Gestão de Negócios pela FGV e Professor de Pós-Graduação no curso de Marketing Digital na UMC. Já foi responsável pelo marketing de performance em projetos como Vivo, Smiles, Kroton, entre outros. Hoje é sócio e COO da Hubify.

8 minutos de leitura

Você sabia que é possível fazer anúncios de mídia paga no LinkedIn e obter bons resultados? A ferramenta é indicada para conseguir leads qualificados, podendo fazer negócios mais volumosos, e com o perfil da sua marca.

Neste artigo, você entenderá o que é a plataforma de anúncios do LinkedIn, quais são as principais segmentações existentes, além dos tipos de anúncio.

Você está pronto para se sair bem com essa plataforma? Continue conosco!

O que são os anúncios no LinkedIn?

O LinkedIn é uma das maiores redes sociais do mundo, já contando com um considerável número de usuários ativos. Atualmente, são mais de 300 milhões de membros, tendo como foco o mercado empresarial. Além disso, a rede é uma das melhores ferramentas para conquistar oportunidades de negócios.

Por isso, anunciar no LinkedIn é uma ótima alternativa para você encontrar negócios e contatos de qualidade. O grande diferencial do anúncio nessa rede é a capacidade de encontrar negócios de alto nível. Segundo a empresa, 80% dos usuários utilizam o LinkedIn como principal forma de fazer networking. O motivo para isso é construir uma rede confiável de contatos, além de encontrar respostas importantes para questões primordiais.

A plataforma de anúncios do LinkedIn é parecida com a encontrada no Facebook, visto que é integrada à própria rede social. Confira, mais de perto, como funciona.

Por que investir no LinkedIn Ads?

Atualmente, no LinkedIn, você encontra representantes de qualquer segmento com o qual deseja estabelecer negócios. E, grande parte desses profissionais ocupam posições nas diretorias das organizações, como gerentes de suas respectivas áreas ou, até mesmo, são donos das suas próprias empresas.

Segundo estudo do Linkedin Audience 360, 4 em cada 5 profissionais nessa rede social tomam decisões de negócios. Sem contar as escolhas de fornecedores para os segmentos em que atuam, os próprios colaboradores têm um grande potencial para sua marca.

Sendo assim, podemos concluir que, com um anúncio bem feito e segmentado, o LinkedIn oferece muito potencial para incrementar suas vendas. Confira mais a seguir!

Uma plataforma focada em impulsionar negócios B2B

O LinkedIn é a única que se destaca para negócios B2B. Ele é o responsável por 80% de todos os leads B2B vindos das redes sociais.

Isso porque, conforme um estudo da Social Pilot, 91% das empresas que trabalham com B2B usam o LinkedIn para compartilhar seu conteúdo. Além disso, cerca de 81% delas lançam novos produtos por lá.

Quais são as segmentações possíveis?

Como em qualquer estratégia de marketing digital, você deve saber se sua persona utiliza ativamente a rede social. Esse fator é determinante para o sucesso da sua estratégia. Só assim você poderá usufruir dos benefícios de apostar nesse canal.

Com os anúncios no LinkedIn, você poderá usar diversas segmentações para encontrar as melhores oportunidades de negócio.

Confira algumas agora:

  • cargo;
  • função;
  • grupos;
  • formação;
  • localidade;
  • áreas de estudo;
  • setor de trabalho;
  • nível de experiência;
  • tamanho do negócio;
  • instituição de ensino;
  • conexões na empresa;
  • seguidores específicos;
  • nome específico de empresa.

Com essas segmentações, você terá maior facilidade de selecionar os melhores usuários dentro da sua estratégia. Para tanto, é importante conhecer um pouco sobre os diversos tipos de anúncio existentes na plataforma. Veja agora!

Quais são os tipos de anúncios no LinkedIn?

Os três tipos de anúncios mais comuns no LinkedIn são Sponsored Content, Text Ads e o Sponsored Inmail. Em caso de dúvidas, pergunte a uma agência digital como você pode vender mais. Veja, agora, como cada um deles funciona e como você pode usá-los.

Sponsored Content

Essa classe de anúncio é ideal se você quiser aumentar o reconhecimento da sua marca, construir relacionamentos e gerar leads.

Com ele, é possível propagar as mensagens que sua marca quer transmitir, independentemente do dispositivo que seus usuários usem. Tudo isso, a partir de várias opções de segmentação para você atingir, com exatidão, o público que você quer.

Além disso, você pode aproveitar essa categoria de anúncio para criar discussões relevantes com seus consumidores, seja no compartilhamento de conteúdo ou no desenvolvimento de futuros eventos.

Se você ainda quer mais, o Sponsored Content (anúncios nativos da maior rede profissional de todo o mundo) ajudará você a chamar atenção das pessoas mais propensas a se tornarem bons leads.

O conteúdo publicitário aparecerá na newsfeed do usuário.

Para acessar esse recurso, você deverá ter uma “Company Page” configurada.

Você ainda pode:

  • alcançar seu público de forma exata com segmentações precisas;
  • compartilhar suas publicações para atrair novos contatos e ter mais seguidores;
  • publicar nos mais variados dispositivos, como computadores, tablets e smartphones;
  • configurar facilmente o orçamento, escolhendo se deseja pagar por impressões ou cliques;
  • usar o Direct Sponsored Content para testar a criação de mensagens de forma fácil.

Text Ads

Com essa classe de anúncio, você pode criar e lançar campanhas personalizadas e bem segmentadas em poucos minutos. Melhor do que isso, a configuração é feita considerando o orçamento que você tem disponível.

Ou seja, se você quer ter leads de qualidade, ainda que tenha recursos limitados para começar a testar a ferramenta, você já poderá ter bons resultados. Como a geração de leads é uma das principais funções dos profissionais de marketing, você conseguirá responder adequadamente a essa demanda.

Usando os Text Ads, você poderá destacar sua empresa no LinkedIn de forma rápida, na lateral do feed de news. Esse tipo de anúncio é intuitivo e tem formato self-service. Dessa forma, você conseguirá criar, otimizar e gerenciar suas campanhas personalizadas em poucos minutos.

Diferentemente do modelo anterior, você não precisa ter uma “Company Page” ativada para usar esse serviço, parecido com os anúncios de pesquisa do Google AdWords.

Com o Text Ads você pode:

  • segmentar um público profissional, gerando leads de grande qualidade para sua empresa, mantendo um orçamento acessível;
  • filtrar seu público-alvo conforme a localidade, competências, interesses, além de outras opções, como os dados demográficos, fazendo com que seus anúncios sejam mais precisos;
  • utilizar ferramentas avançadas para obter insights relevantes sobre sua campanha, além de entender o desempenho que seu conteúdo poderá alcançar para engajar seus leads;
  • otimizar seu orçamento, realizando lances de forma inteligente, buscando atingir seus objetivos para atrair mais clientes e divulgar sua marca.

Sponsored Inmail

Com o Sponsored Inmail, você pode transformar destinatários em leads qualificados. A ferramenta faz parte de uma experiência nativa dos usuários do LinkedIn. Ele é um conteúdo personalizado, enviado diretamente para a caixa de entrada do usuário na rede.

Além da personalização, você pode segmentar os usuários, fazendo com que a sua empresa atinja apenas o público que deseja. Assim, você melhorará a experiência do usuário com sua marca e poderá engajá-los.

As mensagens apenas são enviadas quando os destinatários escolhidos estão navegando no LinkedIn. Assim, você saberá que a chance de eles interagirem com sua marca é maior.

Como o conteúdo vai diretamente para a caixa de entrada do seu cliente ideal, suas mensagens não correm o risco de serem devolvidas ou pararem na caixa de spam. Para usar esse formato, é necessário ter uma nova conta, que pode ser adquirida com o gerente de contas.

E-book Mídia Paga

Com o Sponspred inMail, você pode:

  • ultrapassar os limites conhecidos do e-mail marketing, descobrindo uma nova forma de fazer com que suas campanhas sejam mais eficazes e gerem mais leads;
  • despertar o interesse do seu público independentemente do dispositivo que estejam acessando;
  • gerar conversões, apresentando mensagens personalizadas na caixa de entrada da rede.

Dynamic Ads

Outro formato de anúncio disponível no LinkedIn é o Dynamic Ads, que tem esse nome porque possibilita a criação de campanhas de anúncios individualizados em grande escala, sendo que cada pessoa impactada receberá anúncios com a sua imagem e dados do perfil.

Mas, para que servem esses anúncios? Bom, eles têm diversas finalidades, como: divulgar a marca, gerar tráfego, converter novos clientes ou, até mesmo, divulgar um conteúdo.

E, no Gerenciador de Campanhas, você pode acompanhar como está o desempenho dos seus Dynamic Ads, com o intuito de otimizar os seus resultados e criativos.

Além disso, assim como os Text Ads, esse formato também aparece na coluna direita no LinkedIn e pode ser subdividido em 4 categorias.

Follower Ads

O Follower Ads tem um nome bem explicativo, não é mesmo? Ele serve para obter novos seguidores para a sua Company Page ou Showcase Page. Dessa forma, os posts passam a aparecer no feed dessas pessoas organicamente (ou seja, sem necessidade de novos anúncios).

Anúncios de conteúdo

Nesse subformato, é possível oferecer materiais para download, sabia? Assim, você gera leads a cada usuário que baixar o conteúdo. No entanto, não há a possibilidade de comprá-lo diretamente na plataforma, sendo necessário entrar em contato com um representante do LinkedIn Ads para negociar a sua campanha.

Spotlight Ads

No Spotlight Ads, o foco é gerar tráfego. Ele funciona bem para divulgar eventos que interessem aos profissionais, cursos ou mesmo para conhecer um produto no seu site.

Anúncios de vagas

Esses anúncios são utilizados por marcas empregadoras para conquistar novos colaboradores. Eles aparecem nas áreas de “Vagas que podem ser de seu interesse” e na página de “Imagine-se Empregos” do LinkedIn.

Como anunciar no LinkedIn Ads?

Agora que já entendemos sobre os formatos de anúncios do LinkedIn Ads, chegou o momento de saber como colocar a mão na massa. Acompanhe!

  1. Crie uma Company Page

Antes de tudo, você precisará criar uma página corporativa no LinkedIn, pois sem ela não é possível fazer nenhuma campanha de anúncios.

Para isso, basta ter um perfil pessoal nessa rede. Após, siga os seguintes passos:

  • clique em “Soluções” no canto superior direito da sua página;
  • selecione “Crie uma Company Page”;
  • insira o nome, escolha uma URL e aceite os termos de representação oficial da marca.

Depois, ainda será necessário fornecer alguns dados, criar uma descrição e inserir a logo da sua empresa.

  1. Acesse o Gerenciador de Campanhas

Após criar sua Company Page, é hora de acessar o Gerenciador de Campanhas do LinkedIn. Nessa etapa, você já poderá escolher o nome da sua campanha.

Lembre-se: esse título poderá garantir uma maior facilidade de visualização e identificação.

O LinkedIn ainda oferece a funcionalidade de criar links com outras campanhas publicitárias.

  1. Defina o objetivo

Qual é o objetivo da sua campanha? Quer fortalecer o brand awareness do seu negócio ou gerar mais leads? Pensando em facilitar esse trabalho, o próprio LinkedIn já informa algumas das metas mais usuais para um melhor direcionamento das suas ações.

Importante: opte pela opção que realmente traduz o objetivo da sua empresa. Caso contrário, a tendência é que os resultados não ocorram conforme o esperado, e o orçamento não seja aproveitado da maneira ideal.

  1. Selecione o tipo de anúncio

Agora é o momento de escolher entre os formatos que vimos anteriormente:

  • Sponsored Content;
  • Dynamic Ads;
  • Text Ads;
  • Sponsored InMail.
  1. Segmente o público

O LinkedIn Ads é um pouco (muito) diferente das outras redes sociais quando o assunto é segmentação. Por que? Ele não se limita apenas a segmentação por perfil comportamental, demográfico ou geográfico.

A partir das campanhas, é possível alcançar o público desejado por meio do direcionamento profissional, sabia?

Veja, a seguir, quais são as segmentações disponíveis:

  • localização: somente pessoas em uma determinada região;
  • nome da empresa: apenas colaboradores de uma determinada empresa;
  • setor da empresa: apenas colaboradores de um determinado setor;
  • tamanho da empresa: apenas pessoas de empresas com um número determinado de colaboradores;
  • cargo: somente profissionais do cargo selecionado;
  • nível de experiência: somente profissionais com o nível de experiência desejado;
  • competências: somente profissionais com as competências selecionadas;
  • instituições de ensino: somente profissionais que frequentaram determinada instituição de ensino;
  • formações: apenas profissionais com a formação desejada;
  • grupos: apenas profissionais que participam de determinados grupos no LinkedIn;
  • gênero: apenas profissionais do gênero selecionado;
  • idade: apenas profissionais no intervalo de idade selecionado;
  • anos de experiência: apenas profissionais com a experiência desejada.
  1. Escreva o anúncio 

Hora de colocar a mão na massa! Hora de criar a imagem, o texto e a mensagem que deseja transmitir ao seu público. Não se esqueça de quem você deseja atingir com sua mídia, com quem você quer entrar em contato ou quem você quer que clique no seu anúncio.

Importante: o título do anúncio tem um limite de 25 caracteres. O corpo do conteúdo tem a limitação de 75 caracteres. Objetividade para criação do texto é essencial: quanto mais relevantes forem as informações, maior a demanda de acesso.

Ah, outra dica de ouro! Inserir um CTA dentro da copy de seu anúncio, como “Baixe seu Ebook” ou “Receba uma amostra grátis”, garante também uma melhora na taxa de cliques.

  1. Defina o orçamento e horários

Chegamos a última etapa, hora de definir seu orçamento e quando ela será veiculada a campanha.

Para pagamento, o LinkedIn Ads tem duas opções de lance:

  • CPC (custo por clique): você especificará um valor máximo para pagar por cada clique dado no anúncio. Lembre-se de que CPC é um leilão, ou seja, o alcance do seu anúncio será maior se o seu lance for maior;
  • CPM (custo por mil impressões): você pagará o lance a cada 1000 vezes que seu anúncio for exibido, independentemente do número de cliques recebidos.

Você também terá que preencher o seu orçamento máximo. Aqui, o LinkedIn te informará qual é o mínimo para essa campanha e te dará dicas de valores para CPC e CPM.

Depois, escolha a data de início e término da sua campanha e o orçamento total, que é o máximo que você pretende gastar na campanha.

Conclusão

Como você pode ver, fazer anúncios no LinkedIn é uma ótima opção para você conseguir contatos interessantes para sua marca. Para alcançar seus objetivos, entretanto, é necessário planejar o marketing digital e cada ação que será feita nessa rede.

Assim, você saberá ao certo qual o número de publicações, assuntos a ser abordados, bem como a atuação em grupos. Com a organização, você estará mais próximo da performance ideal!

Se interessou pelos anúncios no LinkedIn Ads? Acesse o site da Hubify e descubra como nossas soluções de mídia paga podem alavancar o seu negócio!

Ouça nosso Podcast!

Posts Relacionados