Smart Bidding: como ele pode ajudar nas suas campanhas online

Gustavo Duarte

5 minutos de leitura

Você sabe o que é smart bidding? Mais uma das “surpresas” do Google, ele promete salvar muitas vidas em meio a campanhas online no Google Ads.

Basicamente, ele é mais uma prova de que quanto mais sabemos do Marketing Digital, mais ainda temos a saber! E que quanto mais o Google trabalha por melhorias, mais oportunidades são encontradas.

Afinal, são tantos recursos e atualizações diárias que surgem para facilitar a nossa vida, que, muitas vezes, sequer temos tempo de absorver todas elas.

Contudo, se você quer se tornar cada vez mais parte desse mundo digital, tem a obrigação de buscar conhecer o máximo possível de tudo o que ele oferece.

Então, vamos lá! Continue lendo o artigo e descubra o que o novo recurso do Google pode fazer por você e sua estratégia digital!

O que é o smart bidding?

Traduzindo literalmente, o termo significa algo como “lances inteligentes”.

Nesse momento as coisas até ficam um pouco mais claras: o smart bidding é um recurso criado pelo Google que trabalha com lances automatizados em campanhas no Google Ads.

E ele tem um “bônus” de funcionar a partir do machine learning do Google, presente em ferramentas como o Google Fotos, que desenvolve padrões de funcionamento baseados em hábitos de desempenho e métricas de páginas na internet.

Se você já trabalha com anúncios há algum tempo, vai perceber que o smart bidding é uma versão mais completa dos lances automáticos presentes no Google Adwords, que funcionavam em cima de métricas de conversão.

Desta forma, o smart bidding serve para uma boa gestão dos lances de campanhas no Ads, prezando por aproveitar melhor os recursos disponíveis, gerando lances mais eficazes.

Se os anúncios no Google já funcionavam de maneira bastante inteligente, agora eles se tornarão ainda mais completos e relevantes para o crescimento de negócios no mundo digital.

Enriqueça ainda mais seu conhecimento vendo o vídeo a seguir!

Como o smart bidding funciona?

O conjunto de estratégias presente no smart bidding garante uma personalização mais profunda de campanhas e aumenta as chances de alcançar as pessoas certas, de olho no crescimento do potencial de conversão dos anúncios.

Essas estratégias baseiam-se em dados já conhecidos no Ads (referenciados dentro da plataforma como “sinais”), como:

  • local;
  • idioma do usuário;
  • listas de remarketing;
  • sistemas operacionais;
  • navegadores utilizados.

São infinitas variáveis consideradas pela ferramenta, que trabalhará com análises contínuas a partir de desempenhos de conversão, para alcançar resultados cada vez melhores.

Ou seja, a ideia aqui é aproveitar ao máximo as informações disponíveis para rentabilizar o orçamento de campanhas online.

Nesse ponto, toda a construção da campanha poderá influenciar nos resultados gerados pelo smart bidding: páginas de destino, conteúdo de anúncios, produtos anunciados, palavras-chave; tudo será constantemente avaliado pela ferramenta para aprimorar o potencial da campanha.

Um bom planejamento e boas práticas na elaboração da campanha ajudarão o smart bidding a “trabalhar melhor por você”.

Por que usar os lances inteligentes?

Acabamos de falar da otimização de recursos de campanha, mas o smart bidding ainda traz consigo muita coisa boa, benefícios que ajudarão a elevar o nível das campanhas digitais feitas a partir do Google Ads.

Ele é uma verdadeira “mão na roda” na gestão de campanhas, e traz uma visão mais ampla no que diz respeito ao comportamento e realidade dos usuários impactados ou buscados pelos anúncios.

Entre os principais benefícios do smart bidding estão:

1. Machine Learning

Como já citamos, o machine learning do Google está presente nos lances inteligentes. Ele se baseia no comportamento do usuário para prever passos futuros.

Dessa forma, na definição de lances, seus algoritmos de aprendizado têm como base grandes volumes de dados, que ajudam a fazer previsões mais exatas sobre como os diferentes valores de lances podem afetar as conversões ou o valor de conversão.

2. Sinais contextuais

Em primeiro lugar, estes sinais são atributos identificáveis sobre uma pessoa ou o contexto dela no momento de um determinado leilão. Isso inclui dados de acesso (por exemplo, dispositivo e local) que podem ser ajustados manualmente.

E-book Mídia Paga

Existem também variáveis consideradas exclusivamente pelo smart bidding, sobre as quais não é possível fazer alterações.

3. Controle o desempenho da sua campanha

Os lances inteligentes também ajudam a definir metas de desempenho e personalizá-las de acordo com os números buscados por você em sua campanha.

Isso inclui fatores de desempenho como CPA, CPC, taxas de conversões, entre outros.

4. Não perca nenhuma informação da sua campanha

Se é de insights e informação consistente que você precisa, então a ferramenta também se encaixa no seu perfil.

Os relatórios do smart bidding oferecem informações muito aprofundadas e ajudam a resolver praticamente quaisquer problemas de desempenho identificados. Isso tudo de maneira bastante transparente e de fácil entendimento!

5. Menos operações, mais estratégia

Encare os lances automáticos como um assistente que vai livrar um bom tempo da sua atuação operacional para que você fique mais tempo livre para pensar e traçar estratégias.

De fato, a parte “braçal” das campanhas online toma um bom tempo de quem pode estar de olho em questões que tocam o planejamento e o papel da campanha frente aos seus principais objetivos.

Saiba usar os recursos da ferramenta e aproveite para ter mais tempo para analisar suas campanhas.

6. Atenda mais clientes

Em primeiro lugar, o tempo livre para as questões mais estratégicas do seu negócio também influenciará em maior disponibilidade para ficar de olho no mercado e em um dos seus principais objetivos: novos clientes.

Foque em direcionar o posicionamento do seu negócio para a geração de um maior volume de vendas. E, sim, seus anúncios online também farão parte desse processo.

Tudo isso, claro, com muita paciência. Aumentar seu portfólio de clientes será essencial, mas considere que a estrutura do seu atendimento precisará se adequar: faça tudo aos poucos e você poderá ter resultados ainda mais rentáveis.

7. Você vai errar menos

É natural encontrar erros quando se é uma pessoa à frente do computador definindo especificações de campanha e métodos de trabalho com lances e utilização de recursos. E isso acontece principalmente quando o follow-up das campanhas envolve a necessidade de ajustes frequentes.

Com o smart bidding isso não acontece (ou, pelo menos, diminui consideravelmente). Isso porque o machine learning literalmente aprende os melhores processos a partir de sua primeira atuação na campanha.

E o melhor de tudo: ele aprende com dados de todos os anunciantes que estejam trabalhando com informações parecidas ou relacionadas às suas.

Ou seja, o funcionamento automático do machine learning não dependerá apenas da sua campanha, mas de padrões recorrentes entre diversos anunciantes que estejam em atividade no Google Ads.

Dica: o uso smart bidding não se restringe a empresas de acordo com seu porte, desde que existam estratégias de Marketing bem claras e histórico de conversões razoável, que permita a correta consideração do desempenho do negócio. Tem uma estratégia de Marketing definida? Então mãos à obra!

O que posso projetar com o smart bidding?

“Tudo” seria uma resposta um pouco vaga, que correria o risco de ser um pouco exagerada também. Mas consideremos que as possibilidades de projeção e automatização com o smart bidding são “quase tudo” de relevante e fundamental para a sua estratégia digital.

Só para citar alguns pontos:

  • é possível aumentar os acessos ao seu site, definindo lances automaticamente para conseguir o maior número possível de cliques com o orçamento definido;
  • aumentar a visibilidade na primeira página nos resultados do Google;
  • ganhar visibilidade em comparativos com outros domínios, escolhendo outros anunciantes com quem se pretende “concorrer” nas melhores posições;
  • projetar metas de CPA, aproveitando melhor os recursos para gerar maior número de conversões a partir de menor investimento;
  • trabalhar com CPC otimizado, que ajusta automaticamente lances manuais para ajudar a gerar mais conversões enquanto tenta manter o mesmo custo por conversão.

Agora, só para exemplificar como a mágica funciona:

Imagine que você queira aumentar o volume de conversões das suas campanhas com uma meta de CPA, mas não tem tempo para definir um CPC máximo para cada palavra-chave.

Ao adicionar essas palavras-chave à estratégia de lances com CPA desejado de um portfólio e definir uma meta de CPA que queira alcançar. Além disso, você permite que o Google Ads otimize automaticamente os lances nas palavras-chave usando o machine learning para gerar mais conversões dentro da sua meta de desempenho.

Isso é tudo, pessoal… Mas aguarde sempre pelas “surpresas” padrão Google!

Em suma, esperamos que o Google continue sempre investindo nessas melhorias para campanhas que tanto nos ajudam em nosso dia-a-dia com Marketing Digital!

Gostou do artigo? Então, continue sempre de olho em nosso blog e aproveite para dar uma passada por lá e conferir nossos outros materiais!

Estamos sempre atualizando e trabalhando em novidades para você ler e compartilhar!

Posts Relacionados