Senhoras e senhores, sejam bem-vindos ao maior duelo virtual de todos os tempos! Dois gigantes da internet se enfrentam pelo título de melhor plataforma para divulgação digital. Do lado direito do ringue: Google AdWords. Do lado esquerdo do ringue: Facebook Ads. E no meio dos dois: você.

Mas antes de analisar em detalhes as forças e peculiaridades do Google AdWords e do Facebook Ads, é importante conhecer melhor cada uma das ferramentas.

Como funciona o Google AdWords?

O Google AdWords é uma plataforma de pesquisas focada em segmentar palavras-chave e textos (pagos ou não), que aparecem em posição de destaque na busca orgânica mais utilizada do mundo.

Por meio da propaganda com custo por clique, as empresas pagam pela oportunidade de aumentar o tráfego dos seus sites ou aplicativos. Além disso, é possível segmentar a campanha por imagens em sites e blogs e, ainda, por vídeos, graças ao YouTube, marca pertencente ao Google.

Como funciona o Facebook Ads?

Em vez de usar palavras-chave como o Google, o Facebook Ads permite que as empresas segmentem seu público-alvo baseando-se no comportamento e nos interesses das pessoas. É possível atingir a audiência desejada com base em critérios, como:

  • área geográfica;
  • faixa etária;
  • gênero;
  • emprego;
  • status de relacionamento;
  • nível educacional;
  • idade dos filhos etc.

Agora que você conhece melhor cada um dos serviços, chegou a hora do verdadeiro duelo de forças começar. Qual será a melhor opção para promover a sua marca?

Quais são os pontos positivos do Facebook Ads?

A enorme audiência

O Facebook possui 1.71 bilhão de usuários ativos mensais — esse número continua a crescer. Perceba que a quantidade disponível de audiência para os anunciantes corresponde a nada mais e nada menos que um quinto da população global. Com a segmentação de público do Facebook Ads, é possível impactar, por exemplo, todos os países de língua portuguesa no mundo.

Os anúncios visuais

O Facebook é uma plataforma inseparável das imagens. Prova disso é que até pouco tempo atrás havia uma política de apenas transmitir anúncios com menos de 20% de texto em sua composição. Se o anúncio da sua marca ultrapasse a porcentagem exigida, a sua mensagem seria rejeitada automaticamente. Atualmente esse tipo de anúncios com mais de 20% de texto é permitido, mas ele tem menos destaque do que os anúncios com 80% ou mais de imagens.

Parece exagero, mas quando lembramos que imagens chamam muito mais atenção, vemos que o Facebook não dá ponto sem nó.

Quais são os pontos negativos do Facebook Ads?

A falta de visualizações orgânicas

A menos que você pague, ninguém verá o seu anúncio no Facebook. Quem decide qual conteúdo é importante para os usuários é um algoritmo que tem em mãos uma quantidade exorbitante de informações. Está sendo cada vez mais difícil ser visto em um mar de dados. Por isso, é preciso pagar pelo bote salva-vidas.

Dificuldade em promover certos conteúdos

Mesmo pagando pelo serviço do Facebook Ads, o algoritmo pode ter dificuldades na hora de promover o conteúdo, caso a sua empresa queira vender algo que não é popular entre os usuários.

O seu produto pode ser considerado “chato” pela audiência e, por conta disso, aparecerá menos na linha do tempo. Por exemplo: a sua empresa vende seguros de vida e decide anunciar em uma rede social composta, em sua maioria, por jovens. É de se esperar que esse tipo de anúncio passe batido, já que não é uma preocupação comum da faixa etária citada.

Restrições

O Facebook restringe conteúdo envolvendo álcool, promessas de emagrecimento e anúncios voltados para maiores de 18 anos. Empresas relacionadas a esses ramos encontrarão sérias dificuldades para atingir um bom público.

Quais são os pontos positivos do Google Adwords?

Popularidade

O Google é o buscador mais conhecido do mundo, e por tabela, o AdWords é a maior plataforma de custo por clique existente no mercado. Para se ter uma ideia, os processadores do Google analisam mais de 40 mil pesquisas por segundo, o que equivale a impressionantes 3.5 bilhões por dia!

Decisão de compra

Por meio do AdWords, é possível mirar na audiência que está decidida a consumir determinado produto ou serviço. Esse é o público que já conhece a sua marca e precisa apenas adquirir um novo exemplar. Com essa função, fica muito mais fácil aumentar as chances de realizar uma venda.

Quais são os pontos negativos do Google Adwords?

Segmentação não tão eficiente

O AdWords se prende ao que a audiência está procurando e de onde vem a procura, enquanto que fatores como idade, gênero e interesses ficam de fora. Isso quer dizer que os seus anúncios podem ter que gastar tempo em “retoques” durante a campanha para se adequarem melhor aos resultados pretendidos.

O custo por clique que pode sair caro

Se a sua empresa quer ser vista, o custo por clique é uma excelente ferramenta. Mas isso significa que você paga ao Google determinada quantia a cada clique no seu anúncio, mesmo que o usuário não compre nada. No final das contas, é possível que você pague por visitantes que nunca pretendiam consumir o seu produto ou serviço. Um erro na estratégia pode sair muito caro. Clique aqui para ver 9 dicas para melhorar os resultados da sua campanha de google adwords.

Vale a pena investir em anúncios digitais?

Somente no ano de 2015, o Facebook faturou 1.6 bilhões de dólares, sendo que 80% veio de anúncios mobile. Enquanto isso, o Google gerou incríveis 75 bilhões vindos principalmente do AdWords. Isso significa que os acionistas dessas duas empresas estão com a conta bancária cheia, mas também quer dizer que os anúncios digitais de fato funcionam.

Nenhum anunciante voltaria a usar Facebook Ads ou Google AdWords se os serviços não dessem resultado, o importante aqui é saber usar corretamente as duas ferramentas. De início pode até parecer simples implantar e gerenciar uma campanha de Google Adwords ou de Facebook Ads, mas a bem da verdade há diversos detalhes que precisam ser observados constantemente para que sua campanha tenha o melhor custo e benefício.

E o vencedor é…?

Chega de suspense. O vencedor é você! Isso mesmo, você anunciante, empreendedor, profissional autônomo ou artista que quer divulgar qualquer produto ou serviço para mais pessoas. A competição entre dois gigantes sempre resulta em melhores acordos, taxas e serviços. Felizmente, a mídia digital não está nas mãos de uma única empresa com poderes ilimitados.

Algo muito importante para você analisar antes de decidir onde irá investir é que os anúncios do Facebook funcionam muito bem para construir e consolidar a marca do seu negócio, além de desenvolver relacionamento com os seus clientes e possíveis clientes.

Por outro lado, os anúncios em Google Adwords apresentam uma melhoria direta e mais rápida nos resultados de vendas, pois ele apresenta uma taxa de conversão visita/compra mais alta. Nesses casos é como colocar a sua empresa no lugar e hora certa, já que o possível cliente clica no anúncio quando estava procurando por um assunto relacionado ao produto ou serviço que você oferece. Portanto, nesse caso ele está em um estágio de “interesse”, mais próximo de efetuar a compra.

Mas, a bem da verdade você não precisa decidir entre Facebook Ads ou Google AdWords, mas sim em qual deles irá focar dependendo da sua estratégia. Existem muitos benefícios no uso combinado das duas ferramentas. O melhor dos mundos é poder atingir a maior audiência possível por meio de anúncios com texto ou imagem, para um público amplo e interessado na sua marca. Portanto, aproveite os pontos positivos dos dois para alavancar o seu negócio.

Agora que você tem uma visão ampla do Facebook Ads e do Google AdWords, é hora de concentrar os esforços no marketing digital da sua empresa. O Hubify reúne tudo o que você precisa em um só lugar. Entre em contato conosco!