Marketing online ou offline? Quais as diferenças?

Fabio Duran

Cofundador e CEO da Hubify. GDista, apaixonado por economia comportamental e vendas. Advogado formado pelo Mackenzie e pós-graduado em Administração de Empresas e Gestão de Projetos pela Universidade da Califórnia.

8 minutos de leitura

Utilizar estratégias de marketing offline e marketing online ao mesmo tempo pode não ser uma má ideia como muitos acreditam. Dependendo da campanha, ambas formas podem atuar de forma complementar e atingir o mesmo público-alvo em diversas camadas de interesse e adequação de consumo do conteúdo!

Então, ao buscarmos soluções para ampliar o alcance da comunicação de uma marca, é importante ficar atento à disponibilidade de verbas e o retorno que será cobrado por elas. Portanto, qual o melhor investimento: marketing offline ou online?

Antes de responder, você precisa conhecer as diferenças entre as duas vertentes, e este artigo pode te ajudar. Acompanhe suas principais vantagens e encontre a melhor solução para o seu negócio!

Antes de prosseguir com a leitura, confira uma prévia do que será abordado:

  • marketing offline é o marketing “tradicional”;
  • vantagens do marketing offline;
  • desvantagens do marketing offline;
  • marketing online é a evolução do marketing tradicional;
  • vantagens do marketing online;
  • desvantagens do marketing online;
  • principais diferenças entre marketing offline e online;
  • segmentação precisa;
  • análise e mensuração de resultados;
  • alcance e relação custo-benefício;
  • é possível alcançar o sucesso com as duas estratégias juntas;
  • dicas para unir as estratégias de marketing online e  offline;
  • eventos;
  • QR codes;
  • cartão de visitas.

Marketing offline é o marketing “tradicional”

Há poucas décadas, essa era a única maneira utilizada para abordar o público, e a sua definição é tão abrangente que fica mais fácil fazê-la por eliminação. O marketing offline é tudo que não acontece em meios conectados à internet, em outras palavras, ele representa o que é feito nos veículos tradicionais, como:

  • rádio;
  • jornal;
  • outdoor;
  • panfletagem;
  • ações presenciais;
  • cartas e malas diretas impressas.
  • campanhas por telefonemas (call center).

O offline também pode ser chamado de marketing tradicional, e ele apresenta problemas quando o assunto é a segmentação, já que é necessário se basear em informações que costumam ser desatualizadas ou pouco confiáveis sobre a efetividade de cada ação.

Isso nos leva a outra fraqueza do marketing offline, que é a dificuldade em mensurar o retorno sobre o investimento (ROI, do inglês return on investment), pois não existem dados concretos para obter informações numéricas fiéis ao que foi realizado.

Entretanto, como você verá, o marketing tradicional ainda é muito utilizado e, com um planejamento de marketing inteligente, é possível conseguir bons resultados, com essa estratégia. Um exemplo é o outbound marketing, que se concentra em ações offline de forma atualizada.

Vantagens do marketing offline

Com técnicas consolidadas, apesar de algumas ultrapassadas, veja os benefícios de aplicar o marketing tradicional:

  • alto impacto: alcance em massa da sua mensagem;
  • capacidade de alcançar o público offline: hoje, cerca de 134 milhões de brasileiros têm acesso à internet, segundo a pesquisa TIC Domicílios 2019;
  • experiências próximas: contato cara a cara em ações pontuais (por exemplo, no ponto de vendas).

Desvantagens do marketing offline

  • invasivo: hoje, as pessoas não aceitam mais o modelo tradicional de abordagem do marketing, no qual os produtos são “empurrados” para o consumidor a qualquer custo, utilizando recursos apelativos;
  • desperdício do investimento: para entregar a sua mensagem ao cliente ideal, você precisa impactar muitas pessoas que não fazem parte desse perfil;
  • dificuldade de mensuração: faltam métricas consistentes que acompanhem o desempenho das ações, além da maioria delas ser remota, impossibilitando a intervenção em tempo real.

Marketing online é a evolução do marketing tradicional

Independentemente do formato, o que conhecemos de marketing vale tanto no online quanto offline. Existem outras nomenclaturas que você verá por aí, como inbound e outbound marketing, que se referem a outros aspectos da atividade.

No entanto, o meio digital não criou um novo tipo de marketing, na verdade, ele absorveu a evolução dos mercados e hábitos dos consumidores.

Assim, o marketing online é uma divisão meramente simbólica dessa área, para ilustrar os novos formatos que surgiram com a internet: gadgets variados e a conectividade móvel, onipresente nos dias atuais.

E existem diversas estratégias que podem utilizar a conectividade a favor da sua mensagem, como o marketing de conteúdo e o marketing de relacionamento, modalidades que colocam as características e necessidades do seu consumidor em primeiro lugar!

Vantagens do marketing online

Veja, a seguir, os principais motivos para apostar nessa estratégia:

  • segmentação: como é possível acompanhar melhor o comportamento da sua audiência, o marketing digital trouxe o conceito das personas, com características mais detalhadas sobre o cliente ideal e suas preferências;
  • custo-benefício: além das estratégias orgânicas como o SEO e inbound marketing, em que o investimento foca no desenvolvimento de inteligências e execução das ações, o marketing de performance tem melhores preços se comparados às mídias de massa e com um excelente retorno;
  • foco: nesse ambiente, é mais fácil direcionar as suas ações para os objetivos de marketing, alcançando resultados expressivos de acordo com o que você deseja;
  • engajamento: o relacionamento é um recurso valioso tanto para conquistar novos consumidores, quanto fidelizar os clientes da sua marca. Em plataformas digitais como as redes sociais, fóruns e apps, você gera interações e aproxima a empresa do público;
  • KPIs relevantes: os KPIs, ou indicadores-chave de performance, são um conjunto de métricas que ajudam você a acompanhar o desempenho das suas ações. Assim, você conquista seus resultados de marketing, arruma as possíveis falhas, aproveita oportunidades e consegue o melhor ROI para o seu negócio.

Desvantagens do marketing online

Como você deve ter percebido, as estratégias digitais são muito importantes para alcançar esse novo consumidor. Além disso, esse é um formato que possibilita escalar a interação com o público com um excelente custo-benefício.

De qualquer forma, é importante atentar para as desvantagens dessa estratégia, como:

  • concorrência: mesmo que os ambientes digitais favoreçam a visibilidade, o marketing digital é usado por quase todas as empresas, por isso, a concorrência que acontece é maior, necessitando de um trabalho constante para se destacar e estar à frente quando o assunto é falar com o público;
  • pessoas desconectadas: mesmo que a tendência atual seja o online, e as pessoas passem cada vez mais tempo no ambiente virtual, isso não significa que essa estratégia alcançará os nichos de todos os tipos de negócios.

Principais diferenças entre marketing offline e online

Em primeiro lugar, eu trouxe um vídeo do nosso canal que pode ser o primeiro passo para entender as diferenças entre Inbound e Outbound Marketing:

Apesar dessas estratégias serem muito interessantes, você deve ter notado o quanto elas divergem (até mesmo na abordagem do público).

Ou a empresa faz um comercial abrangente, ou precisará investir muito para conseguir personalizar a mensagem. Então, quando pensamos nas diferenças entre as duas estratégias, uma das principais características que a internet tem é de personalizar a marca.

Você consegue fazer um trabalho com recursos de automação, personalização de mensagens e segmentação de público. Contudo, o importante é conciliar as duas estratégias, entendendo:

  • de onde vem o seu cliente;
  • qual é o seu caminho no ciclo de vendas;
  • como entregar experiências surpreendentes, além de tornar o ciclo de vendas mais enxuto.

Enquanto o marketing tradicional tem como qualidade a chance de criar estratégias de contato pessoal, geralmente, essas ações se tornam robóticas com a contratação de equipes que não conhecem a cultura organizacional e apenas seguem protocolos.

Em contrapartida, o meio digital pode não ter o calor humano nas relações, mas ele pode oferecer interações semelhantes mesmo com robôs e chatbots.

Veja a seguir, algumas diferenças entre essas duas estratégias:

Segmentação precisa

No marketing offline, já existiam o target e público-alvo, desenvolvidos a partir de dados demográficos. No marketing digital, a segmentação é o ponto forte.

Dependendo dos objetivos e das ferramentas selecionadas para atuar, você pode definir o perfil de usuário que deve ser impactado pela sua mensagem, com base em determinado tipo de busca feita nos sites de pesquisas, ou ainda pela navegação e padrão de comportamento do usuário, por exemplo.

É claro que, integrando as duas estratégias, você pode usar o conceito das personas para entender os pontos físicos onde suas ações alcançarão o público certo, e quais as preferências para a criação de experiências, como shows e eventos.

E-book marketing digital

Análise e mensuração de resultados

Os resultados são facilmente acompanhados por meio das inúmeras ferramentas no marketing digital (muitas delas gratuitas). O monitoramento de análises existentes, para as mais diversas necessidades da sua empresa, é fundamental em um cenário que as tendências mudam com maior agilidade.

É possível quantificar quantos reais foram obtidos em retorno para cada R$ 1 investido na sua campanha, praticamente em tempo real. Essa é uma excelente maneira de defender investimentos e demonstrar avanços de novas estratégias.

Agora imagine o aprimoramento de técnicas outbound com a análise de dados online. Por exemplo, uma loja pode coletar informações sobre o comportamento do usuário para entender melhor o que leva seu prospect a fechar a venda ou não.

Ainda, saber se os leads encaminhados pela publicidade online para as lojas físicas estão convertendo ou não. E pelo interesse demonstrado ou conteúdo consumido, você consegue estimular ainda mais a nutrição desses leads, disponibilizando exatamente o que eles procura.

Alcance e relação custo-benefício

O marketing digital representa uma modalidade de investimento viável para pequenas e médias empresas. Ele tem o seu alcance ampliado com baixo custo em modalidades de mídia programática, por exemplo.

Assim, até mesmo empreendimentos locais podem colher os frutos do marketing digital, dentro das suas possibilidades financeiras — uma estratégia de alcance mais abrangente a um custo realizável.

Ainda assim, existem ações pontuais do outbound marketing que também apresentam ótimos resultados para a empresa, principalmente se o planejamento utilizar a inteligência e coleta de dados do digital para definir o plano de ações do offline.

É possível alcançar o sucesso com as duas estratégias juntas

Quando falamos sobre a utilização das melhores estratégias de marketing para impulsionar uma marca, a dúvida gira entre as opções tradicionais — como a televisão, o jornal e rádio — além das possibilidades que surgiram pelo avanço das tecnologias.

Mas, será que é preciso abrir mão do marketing offline para aderir ao marketing online e vice-versa? Ou vale considerar a aplicação em conjunto para alcançar melhores resultados, considerando que pode existir um mesmo público com interesse nas duas opções de abordagem?

Mesmo com a mudança no comportamento do consumidor, é possível notar que muitos não abandonaram alguns hábitos tradicionais, e um exemplo disso é que mesmo com o acesso à informação em tempo real, muitas pessoas ainda assistem à TV, seja por interesse ou saudosismo.

Existem também aqueles que preferem uma divulgação impressa de produtos e serviços. Aqui, você pode criar um material com boas chamadas visuais, mas deixar o endereço do site sugerindo ao consumidor que ele acesse o endereço para encontrar mais opções, ou até mesmo promoções.

Se durante tanto tempo, mesmo com um tom invasivo, o marketing offline foi capaz de muitas conversões; o seu aprimoramento na versão online, com uma abordagem mais branda, tende a conectar o público do passado com o atual.

Vamos pensar no uso de ferramentas facilmente acessadas pelos computadores ou smartphones. É o que acontece com lojas online que aderiram a estratégias como omnichannel (compre pela internet e retire na loja).

A interação entres os dois canais de vendas aumenta o grau de relacionamento entre o consumidor e a marca. Nesse caso, embora a decisão de compra tenha partido de um acesso online, ir até a loja celebra a união com o modo offline de fazer negócios.

Dicas para unir as estratégias de marketing online e offline

Portanto, confira as nossas dicas para colocar os conceitos do marketing offline e marketing online na mesma campanha, e obter bons resultados!

Eventos

Os eventos são ideais para estabelecer uma conexão direta com o potencial cliente e permitir que ele conheça o “tom de voz” da sua empresa. Os momentos de diálogo, de apresentação de portfólio e demonstrações de resultados são boas práticas.

Em contrapartida, também é possível que haja algum tipo de ferramenta online, como um terminal onde o visitante possa deixar seu contato, para receber a newsletter com conteúdos relevantes.

Dependendo do tipo de evento, a distribuição de brindes ou participação em mini palestras, pode criar um sentimento mais profundo entre o visitante e a marca, levando a um interesse maior e decisão de compra.

QR codes

Quer algo mais interessante do que os QR codes? Eles se tornaram uma estratégia dinâmica e curiosa, já que muitos consumidores correm para fazer a leitura por escaneamento e acessar um conteúdo online.

Os códigos podem estar em embalagens, materiais impressos, panfletos e serão levados diretamente ao site da marca, onde o visitante deve encontrar uma gama de informações que o deixem ainda mais curioso para explorar o ambiente.

Cartão de visitas

O hábito de fazer contato por telefone e negociar melhores condições de preço, deu lugar a uma forma online de contato que são os e-mails personalizados. No entanto, muitas pessoas ainda gostam de falar com o profissional específico e fazem questão de guardar os cartões para uma negociação futura.

Enviar o cartão de visitas por e-mail ou aplicativos já é uma prática comum, e embora a ação tenha origem no offline essa é uma prova de que ambas funcionam bem juntas. Esse envio possibilita utilizar informações com links que levem o consumidor direto ao site da empresa, ou para o conteúdo que sintetize o primeiro contato.

OBS: se você decidir utilizar as duas formas de marketing, então as suas campanhas devem ser padronizadas e oferecer a mesma mensagem para os diferentes públicos.

Como você viu, o marketing offline também não morreu. Em conclusão, ele se reinventou com a atualização do digital. Assim, ela é uma oportunidade para as empresas entenderem como essas estratégias podem trazer resultados de alto impacto.

Enquanto o marketing offline conserva o tradicional, o online mostra que a melhoria contínua é um triunfo, sem a necessidade de extinguir as ideias do passado.

Curtiu o conteúdo? Então, continue com a gente para entender como o marketing digital pode ser benéfico ao seu negócio, lendo o nosso artigo sobre o período necessário para obter retorno com essa estratégia!

Posts Relacionados